segunda-feira, setembro 22

apenas um poema - Helena Monteiro


ilustração: Van Gogh - Montmartre


Helena Monteiro ©



eu queria um poema simples para te oferecer
um poema em que as palavras fossem sentimento
que de nós reflectissem o essencial
porque o amor não se diz, meu amor,
o amor sofre-se no segredo da partilha
no momento incontornável do pôr do sol
na alegria preguiçosa e incompreensível
no jeito do trejeito que te enfeita
nos momentos vazios da solidão
na raiva fria dos anos que perdemos
na ausência das palavras que os olhos traduzem
no acutilante instante em que o desejo ferve
nas paralelas que desviámos e coincidiram
na ternura com que olhamos o futuro
na certeza errante do amanhã conquistado
no sorriso sem mágoas e sem cobranças

eu queria um poema simples para te oferecer
um poema austero que te dissesse
do nosso amor, meu amor, que tanto amo




Helena Monteiro escreve nos blogues:

http://linhadecabotagem.blogspot.com/
http://alicerces.blogspot.com/
http://tcores.blogspot.com/


Um comentário:

Lys Fernanda disse...

Uau,como eu não lhe encontrei antes. Adorei seu blog! *-*

pesquisar nas horas e horas e meias