terça-feira, outubro 14

o verbo


 Gustav Doré - Don Quixote


a percepção é farol
devassando mistérios
palavras são silhuetas
luzes bailando nas trevas
o poeta um velho cego
tropeçando substantivos

e o verbo...

ah! o verbo
um tirano sem coroa
sem trono, manto ou cetro
e que, no entanto,
voa.




Fred Matos


6 comentários:

Leo Lobos disse...

saludos desde Santiago de Chile

Leo Lobos

fred disse...

Saludos desde Salvador (Bahia), Leo.
Já visitei o seu blog "ELECTRÓNICO LIBRO DE P@PEL", gostei muito, estou adicionando link ao meu.

Abraços

Anônimo disse...

excelente poema, Fred

Beijos,

mariah

fred disse...

Obrigado, Mariah.
Beijos

Catatau disse...

Oi Fred!

O autor da ilustração é Gustav Doré

abração,

fred disse...

Mui Grato, Catatau, já está lá.
Abração

pesquisar nas horas e horas e meias