quinta-feira, janeiro 8

do alto do meu tamborete


não sei quem é o autor da foto


do alto do meu tamborete
vejo, e convicto declaro:

o mundo todo que existe
é somente até o muro.

além dele é o futuro,
e sobre o futuro não falo.

tudo é ilusão e mistério,
até que seja presente.

ontem foi
amanhã talvez.

vivo os dias um a um.

além não há nenhum
de cujo saber se consente.



Fred Matos
publicado em "Anomalias".
Editora Kelps
Setembro/2002

12 comentários:

Elizabeth F. de Oliveira disse...

Fred, simples e sábias palavras.
O futuro em algum momento será presente, e o presente em passado transformar-se-á.
Mas o mais importante é viver o agora, porque é ele que faz toda a diferença.

beijo no coração

Hercília Fernandes disse...

Olá, Fred.

Gostei bastante de seu blog e "do alto de meu tamborete". Parabéns pela linguagem e conteúdo!

Como nordestina, aprecio demais as expressões e peculiaridades de nossa língua. Traduzem a nossa subjetividade e as relações objetivas com o outro.

Visitarei com certa brevidade o "nas horas e horas e meias", um dia de cada vez.

Saudações poéticas,

Hercília F.

fred disse...

É isso Elizabeth. O agora "faz toda a diferença", porque o passado já não, e do futuro não se sabe.
Obrigado pela visita, leitura e comentário.
Beijo

fred disse...

Obrigado, Hercília. Fiquei contente por sua decisão de acompanhar o blog. Sua visita é uma honra e será sempre um prazer.
Abraços

Pastorelli disse...

Caro Mestre Fred, onde fui achá-lo: http://gabimo.blogspot.com/, excelente como sempre, um abração amigo, tudo de bom. Pastorelli

fred disse...

Pois é, amigo Osvaldo. A Gabriela acompanha o meu blog e eu o dela.
Bom receber a sua visita, leitura e comentário.
abração.

Menina Marota disse...

Viver um dia de cada vez... um a um, como dizes... é essa a minha filosofia...

Um excelente 2009 cheio de coisas boas, especialmente de poesia ;)

fred disse...

Que também seja feliz e cheio de poesia o teu 2009, Menina Marota.
Agradeço-te pela visita, leitura e comentário.

joeldo disse...

Fred, gostoo muito desse poema.

Abração
Joeldo

fred disse...

Obrigado, Joeldo.
Grande abraço.

Bruna Mitrano disse...

"o menino caminha e caminhando chega no muro. E ali logo em frente, a esperar pela gente, o futuro está"... amo essa música.
Ninguém sabe pilotar essa astronave, melhor assim. De fato, o futuro nem existe.
Muito bom! Adorei a foto!

fred disse...

Não mesmo.
Obrigado, Bruna

pesquisar nas horas e horas e meias