domingo, janeiro 11

parábola




foto: Rafal Bednarz


escolha uma palavra
entre tantas
qualquer uma
e peça que ela cante
a sua oculta melodia

a palavra luar,
por exemplo
que tem cor de madrugada
que vem nas asas do vento
que tem o calor da amada
que tem cheiro de maresia
que tem sabor de geada

peça a ela que cante
e atente à sua toada



Fred Matos
16/11/2002

12 comentários:

Lou disse...

Belíssimo poema, Fred! Abçs

fred disse...

Obrigado, Lou.
Beijos

Elis Zampieri disse...

Ela deve ter cantado agora para você. Lindos versos!
(Respondi seu comentário no post Ceifadora de Almas - é que a falta de tempo nem sempre me permite ser tão atenciosa com meus leitores, assim como você).
Bjos.

Duuh!. disse...

Poema linddo.

adorei Fred. ;)

beeijos

Saara Senna disse...

Muito lindo!

Vou ficar pensando aqui, agora... uma palavrinha como essa, só pra eu dar asas a imaginação rsrsr

Tenha uma ótima semana!

Sonia Schmorantz disse...

Talvez a nova semana tenha dificuldades, ainda assim haverá alegrias...
Talvez a nova semana tenha preocupações, ainda assim haverá soluções...
Talvez a nova semana traga alguns atritos, ainda assim trará o desafio do aprendizado do convívio...
Talvez não seja exatamente como a queremos, mas podemos nos surpreender e alegrar com o que nos trará.
Tomemos a nova semana com disposição de vivê-la do melhor jeito, de abraçar a parte feliz e de aprender com o que contrariar a nossa expectativa.
Tenhamos boa vontade com a nova semana e um sentimento de profunda gratidão à vida.
Um abraço

fred disse...

É verdade, Elis, havia uma lua imensa ontem.
Obrigado pela leitura e comentário.
Eu li a sua resposta ao meu comentário sobre a morte.
Beijos

fred disse...

Obrigado, Duuh. Fico contente por você gostar.
Beijos

fred disse...

Espero que tenha pensado e que a palavra que você pensou tenha uma bela melodia.
Obrigado, Saara.
Ótima semana pra você também.

fred disse...

Obrigado, Sonia, pela visita e pelas palavras.
Abraços

Bruna Mitrano disse...

Pra mim, a palavra "luar" é tão grande que nem cabe em si.
Poema belo, belo, belo. Esses que falam de coisas simples são sempre os mais saborosos.

fred disse...

o nosso idioma tem palavras deliciosas e luar é uma das minhas preferidas, mas, melhor mesmo que a palavra é o dito cujo refletido no mar de uma noite cálida.
cálida também é linda, bem como madrugada.
obrigado, Bruna.

pesquisar nas horas e horas e meias