quinta-feira, março 5

alforria



foto: Fred Matos


quando brotarem da terra
os frutos da alforria,
será a festa do pão
na boca que não sorria.


Fred Matos

23 comentários:

Nanda Assis disse...

que benção. é maravilhoso ver isso.

bjosss...

manzas disse...

Sublimes versos escapam das almas dos poetas
Viajando até ao fundo dos céus como balões …
Suspensos ficam no tecto brilhando poesias inquietas
Reflectindo olhos orvalhados em prados de emoções

Dedicado a todos
Os poetas e poetisas
Deste mundo,
Os que já adormeceram,
E aos outros
Que ainda nem sono têm...

Bem hajam!

Um resto de uma boa semana...

O eterno abraço…

-MANZAS-

Renata Belmonte disse...

Muito obrigada, Fred. Espero que vc possa ir ao lançamento.
Beijos,
Renata

nina rizzi disse...

é uma das coisas mais lindas que li nos últimos tempos. me sinto totalmente contemplada :)

Luciano disse...

Alforria já. Obrigado pelos versos.

On The Rocks disse...

bacana.

abs

Maurício disse...

E quando será isso?
Gosto desses poemas pequenos que dizem muito.

Lickchik disse...

Luz dos meus olhos, kd vc? Não postou nada hoje? Nem respondeu aos seus fãs, estou esperando pra “te ler”.

Bjs

Adriana disse...

Direto ao estômago e ao coração. Gostei muito. Bj

sonia regina [soreg] disse...

Muito bom: o poema, e ler vc.
Tenho saudades, Fred, daqueles poemas que escrevíamos na Escritas, como comentário. Os tais cometas e os rabichos, poemas escritos a duas, 4, 6 mãos - por vezes.

Por falar nisso, amanhã é a tertúlia comemorativa dos 10 anos da Escritas. Não quer enviar um dito pro Contantino ler por lá? Ele que está organizando. Bem, fica o e-mail:constalves@gmail.com

beijo

fred disse...

Fico contente por você gostar, Nanda.
Beijos

fred disse...

Obrigado, Manzas.
Abração

fred disse...

Se você lançar aqui em Maceió, pode contar com a minha presença, Renata.
Beijos

fred disse...

Exagero seu, Nina, que agradeço.
Beijos

fred disse...

Obrigado, Luciano.
Alforria já.
Abração

fred disse...

Jóia que você gostou, Tarcísio.
Grande abraço

fred disse...

Se dependesse de mim já teria ocorrido, Maurício.
Agradeço-lhe a visita, leitura e comentário.
Abraços

fred disse...

Como você vê, nem sempre posso vir ao blog, Lick.
Com amor,
um imenso beijo.

fred disse...

Obrigado, Adriana.
Beijos

fred disse...

Também tenho muita saudade, Sonia. Muitos poemas meus, sobretudo os do Anomalias, foram aproveitamentos daqueles cometas, rabichos, comentários.
Como não me ocorre nada para enviar para a tertúlia, deixo-lhe a vontade para escolher qualquer poema aqui do blog.
Beijos.

sonia regina [soreg] disse...

Fred, desculpa estar assim a usar teu blog, mas perdi teu e-mail.
Vê se tá bom, depois envio pro constantino:


O poeta Fred Matos, antigo companheiro da Escritas, publicou o livro "Anomalias", da Editora Kelps, em Setembro/2002.
Hoje, 6.3.09, disse ele em seu blog, acerca dos poemas que escrevíamos na Lista Escritas - no lugar dos comentários - uns a seguir aos dos outros, conhecidos como cometas e seus rabichos:
"Muitos poemas meus, sobretudo os do Anomalias, foram aproveitamentos daqueles cometas, rabichos, comentários."
Bem, aí está um poema do livro "Anomalias", postado em seu blog:

não vou ver


não vou ver vir
quem vem em vão
por crer que não
vale criar nem rir
e diz que é triste
a razão e que
o amor não existe
quem insiste em vir
dizer que é vão criar
arriscar de novo
novas rotas outras
tantas alegrias
possíveis tais quais
todas estas festas
nestes todos dias
quando me vi viver
volvendo cada
íntima fibra do arco
coração corda tensa
tocando quando
me toca pela minha
a tua mão macia
a tua voz
a tua vez
a lua.



Fred Matos
publicado em "Anomalias".
Editora Kelps
Setembro/2002

fred disse...

O blog serve pra isso também, Sonia. O meu e-mail, contudo:
cfmmatos@terra.com.br

Beijos

sonia regina [soreg] disse...

ah..

Ok, thanks!

kisses

pesquisar nas horas e horas e meias