domingo, agosto 23

e deixa que digam



foto: Fred Matos


é froid mermão
na força da expressão
deste "coqueiro que dá coco"
coco que faz cocada
qualquer outra definição
onde quer que se me enquadre
sabe-me como piada
pois nada disso me contém:
não sou das forças armadas
não toco em orquestra afinada
onde piso não ficam pegadas
minhas rimas são apanhadas
somente quando me convêm
e se agradam a alguém
é mera coincidência
se não agradam sorrio
sarto fora assobiando
um rock samba safado
pra confundir as cabeças
"e deixa que digam
que pensem

que falem"


Fred Matos

6 comentários:

BAR DO BARDO disse...

marrento-malemolente

ritmando-nos

muito bom!

Fred Matos disse...

Obrigado, Henrique.
Boa semana.
Abração

Camila Vardarac disse...

querido fred,

muito bom o que você fez aqui e lá!

beijo grande!

Fred Matos disse...

Obrigado, Camila.
Ótima semana.
Beijos

Adriana Godoy disse...

Ei, Fred, que poema mais ritimado de bom. tão leve, tão solto, tão a ver, como um samba-rock porreta. gostei muito mesmo. beijo.

Fred Matos disse...

Gentileza tua, Adriana.
Obrigado.
Beijos

pesquisar nas horas e horas e meias