quarta-feira, agosto 26

inverno de despedidas








o inverno não seria tão frio
se ainda ouvisses o violino
e se em o ouvindo viesses
ver que em virtude do som
seriam sol suor e solicitude
os fatores desta vã estação
e seriamos quiçá quimeras
forjados em metal ou em pedra
sujeitos de outra dimensão


efêmeros sim enfermos não


fred matos
26/08/2009



ilustração:
foto de Mário Cravo Neto

16 comentários:

myra disse...

estou tratando de retomar a minha vida quebrada à metade, assim que vim te ver, voce era amigo dele...
gostei deste ultimo poema que escreveu e gostei da homenagem à Anibal Beça...
abraço,

Fred Matos disse...

Fico contente, Myra, que você retome a sua vida, na qual, tenho certeza, a memória de Iosif continuará ocupando uma boa parte. Importante, porém, é que esta memória seja a dos bons momentos.
Fico contente também por você gostar do poema novo e da homenagem ao amigo Anibal.

Beijos.

rosa pena disse...

Fred.. de despedidas e de encontros.. ler você é um encontro com o lirismo precioso.. beijo;rosa

Fred Matos disse...

Agradeço-lhe, Rosa, pela visita, leitura e gentileza do comentário.
Beijos

BAR DO BARDO disse...

Belo golpe, rasteira na desdita!!!

Adriana Godoy disse...

bonito,Fred a cor azul das letras deu a noção do inverno e as palvras aqueceram o coração. beijo.

José Carlos Brandão disse...

porque efêmeros
vivemos de adeuses,
mas vivemos.

Lu Cavichioli disse...

Oi Fred, vi que adeiu ao Empório do Café Literário.
Passei pra agradecer a adesão e aproveito pra te fazer um convite:

Está aocntecendo um concurso de mini contos lá no blog. Não sei se você viu. Ainda dá tempo de vc enviar o seu. As inscrições vão até dia 31. Dá uma lida no regulamento.

Até mais
grande abraço!

Mirse Maria disse...

Belíssimo Fred!

Inverno, violinos, saudades, rimas que em seu poema superam a beleza!

Parabéns, POETA!

Beijos

Mirse

Adriana Karnal disse...

achei lindo o poema..tenho dificuldade em postar aqui no teu blog,não sei porque...sempre entra um site indesejado,estranho

Fred Matos disse...

Não deixa de ser uma tentativa, Henrique.
Desculpe-me a demora para responder: estive fora e sem acesso ao blog.
Agradeço-lhe a visita, leitura e comentário.
Abraços

Fred Matos disse...

Adriana,
Desculpe-me a demora para responder: estive viajando e sem acesso ao blog.
Fico contente por você gostar.
Agradeço-lhe a visita, leitura e comentário.
Beijos

Fred Matos disse...

Você tem razão, Zé Carlos.
Desculpe-me a demora para responder.
Grato pela visita, leitura e comentário.
Abraços

Fred Matos disse...

Lu,
Estava viajando e sem acesso ao blog.
Dificilmente me ocorrerá algo para escrever e participar.
Agradeço-lhe a visita, leitura, comentário e pelo convite.
Beijos

Fred Matos disse...

Grato, Mirse, fico contente por você gostar.
Desculpe-me a demora para responder: estive viajando e sem acesso ao blog.
Beijos

Fred Matos disse...

Estranho mesmo, Adriana: acesso o meu blog do meu notebook e do computador da empresa. Também aqui de casa, Dila acessa-o do PC e nunca aconteceu de entrar nenhum outro site. Se você dispuser de mais informações tentarei descobrir a origem.
Desculpe-me a demora para responder: estive viajando e sem acesso ao blog.
Agradeço-lhe a visita, leitura e comentário.
Beijos

pesquisar nas horas e horas e meias