segunda-feira, fevereiro 22

um certo dia



foto: Luiz Fonseca



certo dia

um belo dia

um desses dias

que convidam à fantasia

sonhei

que sob os meus cabelos

havia um poeta.

havia.


e me pus a catar no vento

palavras aladas:

palavras pássaros

borboletas

plumas

poeira.


na relva colhi

palavras rasteiras

palavras relvas

formigas

minhocas

raízes


na praia encontrei

palavras marinhas

palavras conchas

peixes

água

areia


pelos olhos vieram

palavras alegres

palavras mulheres

estrelas

nuvens

luares


com a emoção surgiram

palavras complexas

palavras amores

tristezas

alegrias

solidão


naquele certo dia

bêbado de fantasia

sonhei

que sob os meus cabelos

havia um poeta.

havia.



Fred Matos


32 comentários:

Marcos Satoru Kawanami disse...

cara, quê leveza de rimas! amei.

de baixo dos caracóis
dos teus cabelos...

é por aí que tu viajou?


=D
Marcos

Fred Matos disse...

"de baixo dos caracóis
dos teus cabelos...

é por aí que tu viajou?"


Conscientemente não, Marcos, mas inconscientemente é possível, porque é uma música que eu gosto e “faz parte do meu show”. Mas me deixa muito contente que você goste.
Ótima semana.
Abração

Valéria disse...

Sob os cabelos o poeta, fico imaginando... Maravilha!!!

BeijooO'

Fabio Rocha disse...

Essa percepção/surpresa de ser poeta é fascinante, né? Às vezes dura a vida toda... Abração

Sonhadora disse...

Fred
Lindo poema...linda viagem por belas palavras.
Adorei

beijinhos
Sonhadora

ma grande folle de soeur disse...

havia e há para alegria de todos nós :)

Fred Matos disse...

Imaginação é coisa que poetas precisam, mas alguns são, ou vão ficar, carecas, Valéria (rindo muito).
Obrigado, amiga, por vir, ler e comentar.
Ótima semana.
Beijos

Fred Matos disse...

"Essa percepção/surpresa de ser poeta é fascinante, né?"

Eu não usaria a palavra "fascinante" para descrever essa percepção de ser um indivíduo anômalo, Fabio.

Na verdade eu me fascinaria mesmo se tivesse nascido com dom para ser astro do futebol, ou um grande músico.

Não digo isso levando em conta razões financeiras, que são também importantes, é obvio, mas porque a música e o balé da bola me atraem mais que essa mania que tenho de brincar com as palavras e as imagens que elas me permitem criar.

Grato pela visita e comentário.
Ótima semana.
Abração

Fred Matos disse...

Obrigado, Sonhadora.
Ótima semana.
Beijos

Fred Matos disse...

Bondade sua, Lucília. Bondade que agradeço comovido.
Ótima semana.
Beijos

patricia disse...

sí que había! bellísimo poema.
buena semana,
un fuerte abrazo!

Fred Matos disse...

Obrigado, Patricia.
Uma ótima semana pra você também.
Beijos

Tatiane Lemos disse...

Adorei seu poema amigo, parabéns seu blog é d+!
Ja sigo!

Tais Luso disse...

Olá, Fred:

Adorei o que você colheu no vento, na relva, na praia e na sua alma.
Saímos todos lucrando com esse belo poema.

Bjs
Tais luso

Fred Matos disse...

Fico contente por você gostar do poema e do blog, Tatiane, bem como por vir, ler, comentar e seguir.
Obrigado.
Ótima semana.
Beijos

Fred Matos disse...

Ê, Tais, que bom que você gostou, e eu de vê-la outra vez aqui. Grato.
Ótima semana.
Beijos

Lou Witt disse...

Muito bom!!!

Maravilha!!!

Sandra Botelho disse...

Sim certamente por debaixo dos seus cabelos existe um poeta, Não foi só um sonho, mas a simples concretização em sonhos de um real fato:
És um poeta e dos melhores.
Bjos querido tenha dias de paz!

Fred Matos disse...

Agradeço-lhe, Lou, pela visita, leitura, comentário e por acompanhar o blog.
Beijos

Fred Matos disse...

Agradeço comovido a sua generosidade, Sandra.
Beijos

Diu Mota disse...

Adoro poemas que me surpreendem...Obrigada pela visita. Estarei por aqui...dias, horas.

Fred Matos disse...

Deixa-me contente que você tenha gostado, Diu.
Sim, espero vê-la aqui outras vezes.
Agradeço-lhe por vir e comentar.
Beijos

Adriana Godoy disse...

Os cabelos inspiram e deixam um gosto de poesia. Tudo pode haver ali, no meio daqueles tantos fios, até mesmo um poeta. Há de haver ,sim, um poeta. Lindo. beijo.

Fred Matos disse...

Agradeço-lhe por vir e comentar, Adriana.
Beijos

Indelével disse...

Fred, lindo, lindo, lindo!
Amei seu poema!

Fred Matos disse...

Fico muito contente por você gostar, Julia.
Agradeço-lhe por vir e comentar.
Beijos

Lou Vilela disse...

Fred, belo jogo entre palavras e forma.

Beijos, meu caro!

Fred Matos disse...

Obrigado, Lou.
Deixa-me contente revê-la aqui.
Beijos

myra disse...

que beleza de poema!!!!!!
amei tanto,
beijos

Fred Matos disse...

Deixa-me muito contente que você goste, Myra.
Obrigado.
Beijos

Talita Prates disse...

há um poeta
sob os teus cabelos.
só há.

Um bjo.

Fred Matos disse...

Obrigado, Talita. É bom saber que você pensa assim.
Beijos

pesquisar nas horas e horas e meias