terça-feira, abril 13

silêncio



ilustração: Jean Barnabé Amy


fera com tromba de elefante
corpo de cavalo
alma de santo
pescoço de girafa
garras de águia:

original é o impossível silêncio
entranhado em versos ritmados


Fred Matos

24 comentários:

Luciana Horta disse...

E o silêncio ecoa...

Luciana (Catadora de Palavras)

Essência e Palavras disse...

O silencio encanta... nos encontra!

Beeejo meu amigo!

Fred Matos disse...

Ecoa, sim, Luciana. Ruidosamente às vezes.
Grato pela visita e comentário
Beijos

Fred Matos disse...

"O silencio encanta... nos encontra!"

Nos encanta na essência, nos encontra nas palavras.
Obrigado, por vir e comentar, querida.
Beijos

Valvesta disse...

Somos o que somos, bicho hoje, amanhã anjo, num dia santo, num outro demônio, metarmofose ambulante como dizia o outro. Silencio e grito, tb grito de silencio...quando sabemos que de nada mas importa as palavras.
beijos Fred de um linda semana.

dani carrara disse...

...

Fred Matos disse...

Obrigado, Val, pela visita e comentário.
Ótima semana pra você também
Beijos

Fred Matos disse...

Dani,

... --- ...
- ... -
. - .

Beijos

Delirius disse...

"original é o impossível silêncio
entranhado em versos ritmados"

esse insuportável silencio!...

Beijo meu, Fred

Fred Matos disse...

Grato, Delirius.
Contente que você tenha vindo e comentado.
Beijos

IolandaG disse...

Parabens pelo seu Blog Fred!
Passei por aqui e adorei.

Bjs, continue assim. ;)

pimenta-com-br disse...

Silenciar também é importante!
Abraços!

Henrique Pimenta disse...

... é o não domesticado que nos ensina o caminho do lar...

Felicidades, Fred!

lírica disse...

Fred
Que beleza!

Fred Matos disse...

Obrigado, Iolanda, fico contente pela sua visita e comentário.
Beijos

Fred Matos disse...

Importantíssimo, Pimenta.
Obrigado
Abraços

Fred Matos disse...

Pois é, Henrique, sucede ser.
Bom vê-lo aqui
Obrigado
Abraços

Fred Matos disse...

Obrigado, Lírica.
Beijos

Nydia Bonetti disse...

originais são teus versos,Fred. adorei isso. abraço.

myra disse...

silencio demais me faz mal...
beijos

Pina disse...

Fred, que bom te encontrar por aqui! E que emoção fiquei ao ver a homenagem que você presta para uma das melhores pessoas que já conheci, o seu pai, Ariovaldo Matos, um poeta da prosa.
Um abraço
Pina

Fred Matos disse...

Obrigado, Nydia. Fico contente por você gostar.
Beijos

Fred Matos disse...

Tudo demais é sobra, Myra.
Obrigado, querida.
Beijos

Fred Matos disse...

Pina,
Fico contente que você tenha encontrado o blog e pelo seu comentário sobre Ari.
Grande abraço

pesquisar nas horas e horas e meias