sábado, outubro 4

dança patética



ilustração: foto de Mário Cravo Neto




na rede só algas e areia...

as palavras seguem submersas
e os bêbados mordem gravatas
enquanto dançam frenéticos
os esqueletos descalços

o sol não tarda que nasça...

as palavras seguem aladas
e os sóbrios sugam silêncios
enquanto correm elétricos
os fantasmas famintos

a cidade está desperta...

as palavras seguem ocas
e as crianças cheiram cola
enquanto voam patéticos
os discursos políticos.


Fred Matos

2 comentários:

LivroErrante disse...

boa noite Fred,
Passeei bastante aqui no seu blog que é bem zen, respondi enquete também.
abraço.
Regina

fred disse...

Obrigado, Regina.
Espero que venha sempre.
O "livroerrante" já é um dos meus preferidos.
Beijos

pesquisar nas horas e horas e meias