sexta-feira, outubro 10

desvelamento


ilustração: Foto de Fred Matos


ama, em mim, apenas
o que é de ti reflexo:
sou somente espelho
do que vivo em versos.

como espelho sou,
os sinais estão trocados:
te amo onde me vejo,
te vejo se me regalo.

perdi meu coração
num desvelamento da alma,
na clareira ali aberta...
só a lascívia se instala.




Fred Matos
publicado em "Eu, Meu Outro"
Editora Poesia Diária
Maio/1999

2 comentários:

malmal disse...

como espelho sou,
os sinais estão trocados:
te amo onde me vejo,
te vejo se me regalo.

tão, tão belo...

bijok, amigo

fred disse...

Beijocas, Malmal.

pesquisar nas horas e horas e meias