quarta-feira, outubro 8

quem souber me dê notícias



não sei quem é o autor da foto




quem souber me dê notícias

de Aliomar Antônio de Brito

e de Manuel Norberto Filho,

os mais remotos amigos

que a minha memória guardou.

 

éramos um trio inseparável,

das portas da puberdade

ao fim da adolescência.

 

um foi cuidar das terras da família,

que estavam sem gerência.

o outro foi pra São Paulo,

cumprir sina nordestina.

eu fiquei poetando à-toa,

pra que a saudade não doa.

 

quem souber me dê noticias

de Armindo Jorge de Carvalho Bião

de Enéas Guerra Sampaio

de Alex Ivan Peirano Chacón

de Antônio Carlos Araújo Correia

de Mário Cravo Neto

de Dita, de Cady, de Lúcia, de Mina,

de Ely, de Pink, de Césio, de Pedro,

de tantos outros amigos e amigas,

que a rotina da vida me roubou.

 

quem souber me dê notícias

de um certo Fred que fui,

e que não é o mesmo que sou.



ps: saudade, também, de Luciano Diniz Borges, que já nos deixou. Não entrou no poema, mas jamais será esquecido.

 

 

 

Fred Matos

publicado em "Anomalias".

Editora Kelps

Setembro/2002

2 comentários:

Elis disse...

Não trago notícias desse tal Fred mas caso encontre peça que continue poetando, a gente agradece.

Abraços da Elis (que também anda se procurando.

fred disse...

Elis,
Há momentos nos quais eu penso que só é possível encontramo-nos quando paramos de nos procurar, talvez porque procuremo-nos no lugar errado.
Há outros nos quais acredito que é impossível, porque estamos também (dispersos) em cada pessoa que interage conosco, e que, mas não apenas por conta disso, ninguém é um apenas, até porque somos mudança constante, física e psicológica.
Entretanto, creio que este buscarmo-nos é, senão intrínseco ao ser humano e fator preponderante da evolução da nossa espécie, uma atividade muito divertida, no mínimo.
Escrever, para mim, é, concomitantemente, lúdico e esforço de compreensão de mim próprio e deste mundo terrível e maravilhoso que nos calhou de nos ver passar.
Obrigado pela visita, pela leitura, pela amizade, pelo comentário.
Beijos.

pesquisar nas horas e horas e meias