segunda-feira, outubro 27

tessitura


o primeiro ato é ato de vontade
ação submissa ao afã da criação
ato de colher pesar cada palavra
ato de lógica e de moderação

mas é breve o instante comedido
os dedos teclam com sofreguidão
é a criatura assumindo seu destino
o criador não é mais mente: é mão

voa além e apesar de tudo
já não importa forma ou função
seu nome é agora absurdo
não há quem o ponha em prisão

o vento que o alça é melodia
acolhe-o o mundo da poesia.


Fred Matos


2 comentários:

yehuda disse...

mundo da poesia
que bom seria
esse mundo lirico
de só bons sentimentos
o sonho existe
somos todos poetas
estetas
escolher as palavras certas
precisa?
ser sincero basta
emocionar - se é preciso

fred disse...

Ser sincero deveria bastar, meu amigo, mas obviamente que o bom uso das palavras, que o prazer estético, é, também muito importante.
Em se tratando de poesia, porém, não devemos confundir sinceridade com realidade, pois a poesia é, também, ficção, sincera sim, realista, nem sempre.
Abraço imenso.

pesquisar nas horas e horas e meias