sábado, novembro 22

a música das horas e horas e meias


Gal Costa & Caetano Veloso


O Ciúme






Letra e música de Caetano Veloso


Dorme o sol à flor do Chico meio dia
Tudo esbarra embriagado de seu lume
Dorme ponte, Pernambuco, Rio, Bahia
Só vigia um ponto negro, o meu ciúme

O ciúme lançou sua flecha preta
E se viu ferido justo na garganta
Que nem alegre, nem triste, nem poeta
Entre Petrolina e Juazeiro canta

Velho Chico vens de Minas
De onde o oculto do mistério se escondeu
Sei que o levas todo em ti
Não me ensinas
E eu sou só, eu só, eu

Juazeiro nem te lembras desta tarde
Petrolina nem chegaste a perceber
Mais na voz que canta tudo ainda arde
Tudo é perda, tudo quer buscar, cadê

Tanta gente canta, tanta gente cala
Tantas almas esticadas no curtume
Sobre toda a estrada, sobre toda sala
Paira, monstruosa sombra do ciúme.

9 comentários:

Ca:mila disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ca:mila disse...

letra e melodia belas. assim como belos são os olhos dos dois.

fred disse...

É verdade.
Obrigado, Camila, pela visita e comentário.
Beijos

Jacinta Dantas disse...

Rapaz!
eu gosto demais do Caetano. E, essa música, é show.
Vou ficar por aqui, mais um pouquinho, conhecendo suas horas e horas e meia.
Um abraço

mariza disse...

adoro essa música, adoro Gal e Caetano. e a respeito do ciume pouco digo pra não me comprometer... hihihi.

Fred eu é que sou sua fã e mais nova seguidora.
obrigada pela força ao meu espaço e às campanhas que veiculo por lá. você faz a diferença num contexto de idéias distorcidas e preconceituosas.

grande beijo.

Mari Amorim disse...

Olá Fred,
Gosto de passear nesse delicioso blog.Parabéns! pela escolha,ah!ciúmes sentimento involuntário que muitas vezes incomoda...
Um abraço,Fred
Mari Amorim

fred disse...

Espero que tenha gostado, Jacinta.
Obrigado.
Beijos

fred disse...

Mariza,
As coisas nas quais você acredita são causas minhas também. Talvez eu até pudesse fazer mais que assinar manifestos e divulgar campanhas, mas acredito na força das palavras e que cada contribuição, por menor que seja, é decisiva para vencer preconceitos, razões que estão na raiz da violência contra a mulher, na discriminação racial, social, sexual e tantas outras mazelas que ainda permeiam as relações humanas. Sou orgulhoso da sua amizade e feliz por você passar a acompanhar o blog.
Obrigado.
Beijos

fred disse...

Que bom, Mari.
Fico muito contente e grato.
Beijos

pesquisar nas horas e horas e meias