domingo, janeiro 25

meus dias sem juízo


outro poema que sobrou do livro Anomalias



foto: Dila Luna Matos


há dias em que tudo conspira contra mim:
chove apenas porque ansiava o sol e o mar
o trânsito engarrafa porque tenho pressa
qualquer olhar é uma ameaça
qualquer sorriso uma ironia
qualquer palavra uma afronta
nenhum café é forte e quente
nenhum carinho suficiente
nenhuma cerveja é
suficientemente gelada,
nenhuma mulher é bela
não rio de nenhuma piada

há outros em que o clima não importa
nenhuma adversidade é intransponível

e sou até capaz de rir de mim
se me lembro dos meus dias sem juízo


Fred Matos

8 comentários:

Annah Paulah disse...

Oi Fred, olha só te repassei um meme no meu blog, bom... vendo o que tu escreves fico até curiosa pra ler sua participação no desafio literário.

E nossa tem dias que estou assim, são os famosos dias que não deveriamos ter levantado da cama hehehe como dizem.

Beijo Grande

Elis Zampieri disse...

Dias sem juízo... Quem não os tem?
Mas bem já disse o poeta... (?)
Nada como um dia após o outro, com uma noite no meio.

Bjos de fim de tarde.

fred disse...

Annah, Depois vou lá para ver o tal meme. Espero ter tempo para não deixar a peteca cair. Meus dias têm sido muito ocupados, mas verei o que pode ser feito. Contente pela sua visita, leitura e comentário. Beijos.

fred disse...

É verdade, Elis.
Obrigado, amiga.
Beijos

Luiza Helena disse...

Bom dia!
Acho que você escreveu esse poema pra mim! risos
Vivos alguns dias sem juízo, por isso estou sempre desejando dias melhores.
Vou publicá-lo no meu blog assim que me der sua permissão.
Obrigada.

fred disse...

Permissão concedida, Luiza Helena.
Agradeço-lhe a visita, leitura, comentário e pela divulgação do meu trabalho.

Adriana disse...

Interessante essse poema, com toques de humor. Tem dias que é assim mesmo. Gostei.

fred disse...

Obrigado, Adriana.
Fico contente por você gostar.

pesquisar nas horas e horas e meias