segunda-feira, março 9

entrelinhas


Para Fernanda Cohim



 

não sei quem é o autor da foto


nas entrelinhas das palavras
com que me acaricias
sinto-te,
entretanto,
distante,
fugidia,
como se uma
 
não inscrita
me escapasse

aquela, 
justamente aquela,
que me diria o que sentes
quando escreves
as que a oculta
ocultando-a,
 
talvez,
também de ti.

se a conhecesse
eu a
libertaria.

 

Fred Matos

14 comentários:

Elis Zampieri disse...

É Fred... as vezes se fala mais no que se oculta do que no que se diz.

Abraços declarados.

Luisa disse...

Humm
que bonito
adorei.
ocultar
para depois
desvendar.

fred disse...

Obrigado, Elis.
Abraços

fred disse...

Agradeço-lhe, Luisa.
Beijo

Anita Mendes disse...

Existem coisas que são melhores se ocultas.
Muito bonito as entrelinhas que não podemos desvendar...isso faz o poema ainda mais belo!
Saludos Fred.
Anita.

. fina flor . disse...

que beleza!!!

seria uma libertação bem vinda, creio

beijos, querido e obrigada pela visita e pelo comentário sobre minha música

MM.

nina rizzi disse...

eu sou tua fã, cara!

EU disse...

???????????????

é o primeiro da lista.


LIck

fred disse...

Obrigado, Anita.
Beijos

fred disse...

Eu que agradeço, Fina flor, esperando que volte sempre.
Beijos

fred disse...

E eu, seu fã, Nina.
Obrigado.
Beijos

fred disse...

Já na minha lista você não só é a primeira, é a única, Lick linda.
Te amo.
Beijão.

Hercília Fernandes disse...

Fred,

eu adorei o poema "Entrelinhas". Sua escrita foi a leitura mais bela que realizei por esses dias.

Os sentimentos, as imagens, os versos... enfim, o poema é encantador, assim como deve ser a persona em sua mudez...

Parabéns, poeta. Grande poema!

Abraços,
H.F.

fred disse...

Deixou-me comovido, Hercília.
Agradeço-lhe
Beijos

pesquisar nas horas e horas e meias