sábado, março 21

o sol


não sei quem é o autor da ilustração


um dia,
cansado de conter-se,
engolirá os seus planetas
e nada mais restará,
nem mesmo lembranças,
nenhum traço,
nada que conte que um dia,
além da poeira cósmica,
das massas minerais,
das energias estrelares,
do absoluto não ser,
houve consciência:

todos nós sabíamos
o que não queremos saber.

Fred Matos

16 comentários:

Nanda Assis disse...

eu amo o sol, e espero que ele n engula nosso planeta.

bjosss...

Hercília Fernandes disse...

Excelente poema, Fred.

Sim... "todos nós sabíamos", mas preferimos usar óculos escuros e protetor solar...

Muito bom, poeta!

Abraços,

H.F.

fred disse...

Não creio que estaremos aqui quando ocorrer, Nanda. Talvez a espécie humana desapareça milhões de anos antes, mas um dia acontecerá: até mesmo os astros estão sujeitos ao nascimento e à morte.
Beijos

PS: Também amo o sol.

fred disse...

Obrigado, Hercília.
Deixa-me contente que você goste.
Abraços

Grazi, disse...

Que lindo :) Adorei.
É.. o sol vai desaparecer, isso é fato.
Felizmente não estarei aqui pra presenciar tal catástrofe :\

Enfim.. adorei.
Beijos, beijos.

Ps: teem selinho pra você lá no meu blog :D

Cris Animal disse...

"Olha só meu amor...é o fim da odisséia humana....!"

Tudo bem....que os animais sejam salvos antes de tudo terminar e estará tudo bem!


beijos
................cris Animal

Elis Zampieri disse...

E novamente o caos...Para se cumprir a lei maior da evolução.

Bom domingo, amigo.

glória disse...

"todos nós sabíamos o que nào queríamos saber". era nítida a nossa cegueira cotidiana. os usos e abusos do calor que gentilmente ele nos concederá. ele cansará de alumiar corpos que se movem, mesmo antes, sem vida-livre. devoradores dos elementos da natureza. o sol se retirará.

Você é tào firme na conduçào dessa palavras-poema Fred, eles cintilam um belo facho de escuridào,

bjs

Adriana disse...

Um poema apocalíptico e belo como o sol que ainda arde. Beijo.

Simone Petry disse...

eu amaria ser engolida por esse astro tão cheio de luz :-)

fred disse...

Grazi,
Eu gostaria muito de durar até o instante final (risos), já que não sou imortal, que seja duro na queda(mais risos).
Obrigado, também pelo selo que pegarei mais tarde ou amanhã (hoje o dia é para o Imposto de Renda).
Beijos

fred disse...

Infelizmente não tem como salvar nada, Cris, contudo, isso não significa que devamos abandonar os nossos esforços por mudanças para que animais, humanos, meio-ambiente, sejam respeitados.
Agradeço-lhe a leitura e comentário.
Beijos

fred disse...

Bom domingo, Elis.
É exatamente isso: a lei maior da evolução, implique no que implicar.
Beijos

fred disse...

Seus comentários sempre me comovem, Glória. Obrigado.
Beijos

fred disse...

Pois é, Adriana, parece que peguei a febre apocalíptica dos canais da National Geographic, os meus preferidos na tv a cabo.
Obrigado, amiga.
Beijos

fred disse...

Eu também, Simone. Seria um fim glorioso (risos).
Obrigado.
Beijos

pesquisar nas horas e horas e meias