sábado, março 14

poema impossível


Ilustração: Edgar Degas "Femme nue étendue"


não há poema possível
se
sem tato
crispados
os dedos percorrem
nuances de uma face imaginária
traçada a palavras
e imensos vazios
jamais inundados pelos nossos suores

contudo

sobre a mesa

uma garrafa de vinho
dois copos
olhos que não se vêem
e a solidão compartilhada
daqueles que sabem
brincar com a vida
e com a morte


Fred Matos

14 comentários:

glória disse...

Que vácuo da possibilidade de encontro, "imensos vazios jamais inundados pelos nossos sutores". sào essas faces imaginárias que povoam nossos poemas.
belo!

Hercília Fernandes disse...

Fred,

amei o poema e, particularmente, o "contudo"...

DIVINO!

Forte abraço,

H.F.

fred disse...

"...faces imaginárias que povoam nossos poemas."
Pois é, Glória, quando tudo é imaginação a poesia se torna possível.
Agradeço-lhe a leitura e comentário.
Beijo

fred disse...

É, Hercília, o "contudo" possibilitou a impossibilidade.
Contente por você gostar, agradeço-lhe a visita, leitura e comentário.
Beijos

Adriana disse...

Fred, que poema mais saboroso!"e a solidão compartilhada
daqueles que sabem
brincar com a vida
e com a morte". BELO. bJ

fred disse...

Pois é, Adriana. Eu creio que, de certa forma, os demiurgos são sempre solitários e é preciso que sejam, que tenham este espaço íntimo de solidão para a construção do universo fictício da literatura.
Obrigado pela leitura e comentário.
Beijo

Cristiana Fonseca disse...

Belo blog, lindo poema.
Abraços,
Cris

fred disse...

Obrigado Cristiana. O seu também é um belo blog: são ótimos os seus desenhos.
Abraços

Luísa disse...

Tanta verdade dita, em palavras traçadas num inigmático brilho!
É sempre agradável vir cá...
Beijinho terno!

Maria Muadiê disse...

Forte, Fred, e bonito.
a esperança se desenhando entrea vida e a morte.

fred disse...

Que bom que você gostou, Luísa.
Obrigado.
Ótimo domingo.
Beijos

fred disse...

Mas não tão belo, nem tão forte, quanto aquele para o seu pai.
Obrigado, Martha, pela leitura e comentário.
Ótimo domingo.
Beijos

Ana Martins disse...

Caro Fred,
faces imaginárias que inspiram nossos temas!!!!!!!

Excelente!

Beijinhos,
Ana Martins

fred disse...

Obrigado, Ana.
Beijos

pesquisar nas horas e horas e meias