quarta-feira, agosto 19

doutrina da abstração


breves e incompletas anotações
para uma doutrina da abstração


lições do mar 1 - conteúdo

foto: Fred Matos


o continente é conteúdo quando contido
em um outro continente que o contém
... e que contudo é conteúdo também



lições do mar - 2. caminhos

foto: Fred Matos

não é motivo
nem razão
a força é conseqüência

habilidade: solução.



lições do mar - 3. cogito

foto: fred matos

compreendo o mar como uma equação de Laplace
cuja função interpoladora é um polinômio de Legendre

apenas e nada mais que a pura e majestosa matemática
nada deste papo furado de luares náufragos e navegantes

obviamente que não faz diferença alguma
já que não sei de números nem de náutica

afogados não cogitam de ciência ou poesia.



lições do fogo - 1. os mistérios

foto: Fred Matos

nunca foi ontem
nunca será agora
nunca é amanhã
o momento sagrado
da simbiose perfeita
da compreensão
matemática
dos mecanismos do caos


lições de fogo 2 - sentimentos

ilustração: Jan Saudeck

não faz nenhum sentido
o sentimento que não está contido
em algo cujo conteúdo
vá além do que se sente

que não seja suma somente
das angústias do indivíduo.



lições da terra - 1. as palavras


foto: Fred Matos

a quem não pôde e pode agora
uma fantasia somente poderia
por razões que a razão não via
e por vias que a ilusão traduz
pensar que a escuridão é luz
que o poeta louco é um messias
que as suas palavras são a lei
além de outras coisa que não sei.



lições do ar – 1. a metáfora


foto: Fred Matos

a transparência como artifício
não de mostrar mas de esconder
pode talvez tornar-se um vício

mas quiçá se possa entender
que a metáfora está no início
no verso oculto que não se lê.


Fred Matos


16 comentários:

Mirse disse...

Nossa Fred! Quanta filosofia e o quanto você me fez pensar e aprender!

Em conteúdo, a plenitude

Em caminhos, o ensinamento da habilidade como solução (difícil esta)

Em cogito, a inefável equação

Em mistérios a mais pura e rica filosofia

Em sentimentos [nessa eu me encontrei], a verdade da Poiésis.

Em "Palavras" e "Metáforas" o meu vício, de esconder como se possível fosse ao leitor a não clareza do lendo, abrir-se ao meu entendimento.

Imagens belíssimas.

Enfim um show nota 1000.

Parabéns poeta!

Beijos

Mirse

BAR DO BARDO disse...

cada img e poema mereceriam uma postagem... sou divagar...

destaco:

"afogados não cogitam de ciência ou poesia"

"compreensão
matemática
dos mecanismos do caos"

lira afinada por demais.

obrigado, fred!

Adriana Godoy disse...

Fred, cada lição dessa é um poema, uma reflexão que se faz. Os versos que o Bardo destacou, também destaco. Um primor essa sua postagem, as imagens lindas, as palavras exatas, nem matemáticas, nem náufragas. Belezura! beijo.

Zana disse...

Maravilhoso!!!!
Te amo como sempre.
Abraço.

Fred Matos disse...

Fico contente que você tenha gostado das minhas anotações, Mirse.
Obrigado.
Beijos

Fred Matos disse...

Henrique,

Já os publiquei separados aqui no blog. Hoje, na falta de coisa nova pra publicar, eu os juntei.

"afogados não cogitam de ciência ou poesia" é o meu verso preferido.

Sou eu que agradeço, a visita, leitura e comentário.

Abração

Fred Matos disse...

Obrigado, Adriana.
A explicação que dei para o Henrique serve também pra você.
Beijos

Fred Matos disse...

Obrigado, Zana.
Abraço

Clarinhaaa disse...

Olha:
adorei..
estou assim, sem palavras, de verdade!!!!
adorei as definições, as sinteses...
tudo..

beijos

bordadosdemim disse...

Você é mesmo surpreendente, poeta! Concordo, no entanto, com um dos leitores que me antecederam: Cada poema merecia uma postagem.

Aplaudindo, despeço-me.

Beijos,

Ada

Fred Matos disse...

Obrigado, Clarinha. Deixa-me contente que você goste.
Beijos

Fred Matos disse...

Pois é, Ada. Como respondi ao Henrique: já os publiquei separados. Agora estão juntos porque a minha idéia é dar continuidade e fazer um baralho: 52 cartas, ou 52 poemas, 4 naipes ou 4 elementos, cada qual com 13 cartas. Talvez sejam 54 cartas, se colocar dois coringas = uma página/carta de abertura, outra de encerramento.
Como você vê: só bom de projetos, duro mesmo é dar seqüencia.
Obrigado, poeta amiga.

Beijos

ma grande folle de soeur disse...

gostei destas lições dos 4 elementos :)) abraço

Fred Matos disse...

Que bom que você gostou, ma grande folle de soeur. Fico Contente e agradeço.
Abraços

Maria Júlia Pontes disse...

Fred
gosto do seu poetar sintetizado, eternas interpretações.
bom estar por aqui amigo.
bjos

Fred Matos disse...

Bom te rever, Júlia.
Agradeço-lhe a visita, leitura e comentário.
Beijos

pesquisar nas horas e horas e meias