domingo, setembro 6

micrograma



ilustração: Dheyne de Souza
estudo de borboleta
guache sobre papel canson




vem, borboleta,

colorir minha infância

de sonhos leves.


Fred Matos
em "Eu, Meu Outro"
Maio/1999

14 comentários:

José Carlos Brandão disse...

Lindo, Fred. O haicai é apreensão do instante - para ser eternizado? O bonito é que o haicai não tem nenhuma pretensão. Nem a beleza? A beleza é inerente.

Abraços.

Fred Matos disse...

Houve uma época, Zé Carlos, 1998-1999, certamente por influência de Aníbal Beça, que escrevi uns poucos haicos, mas não considero a minha praia.
Quando lancei o livro “Eu, Meu Outro”, em 1999, o meu amigo Goulart Gomes não havia ainda cunhado a expressão poetrix para referir-se a tercetos que os puristas não gostam que sejam chamados haicais por usarem metáforas, não observarem a obrigatoriedade do kigô e outras questiúnculas que, você bem sabe, dividem os especialistas na matéria.
Como eu não estava disposto a discutir se eram ou não haicais os meus tercetos, usei o nome micrograma, que havia sido inventado pelo grande poeta equatoriano Jorge Carrera Andrade, nos anos vinte do século passado.
Eu postei, com esta explicação, em 28 de novembro os microgramas publicados no “Eu, Meu Outro”, no seguinte link.
http://eumeuoutro.blogspot.com/2008/11/microgramas.html
Agradeço-lhe a visita, leitura e comentário
Ótimos domingo e feriado.
Abração

Mirse Maria disse...

Nossa, Fred.....que lindo e doce!

Há pelo menos meia hora tento entrar no seu blog.

Valeu a espera!

Beijos

Mirse

Fred Matos disse...

Eu não sei o que há, Mirse. Talvez o excesso de links para Youtube, mas o fato é que a sua não é a primeira reclamação e eu também tenho tido dificuldades para acessar o blog.
Agradeço-lhe a insistência, leitura e comentário.
Bom domingo, ótimo feriado.
Beijos

Batom e poesias disse...

Oi Fred!
Não te abandonei, não.

Faz quase um mês que tenho tentado ler e/ou comentar no seu blog, mas não consigo abrir.

Hoje, só de birra, deixei demorar sem me afligir e consegui!
Fiquei feliz porque adorei o que li.
Tomara esse comentário consiga ser enviado.

beijão
Rossana

Amélia disse...

Será que posso divukgar no meu bkogue, Fred?

Wania disse...

Fred, lindos os teus microgramas... são de uma leveza... insustentável!

Bjs e bom feriado pra ti!

PS: também gostei muito do “Quando de palavras”... e do “Teu azul profundo”...

Adriana Godoy disse...

um voo doce e colorido...lindo eleve. Beijo.

Fred Matos disse...

Felizmente o comentário chegou, Rossana, e a sua reclamação pela lentidão da página.
Vou diminuir a postagens de link do youtube e reduzir o tamanho da página para ver se melhora.
Obrigado.
Beijos

Fred Matos disse...

Claro que pode, Amélia. Deixa-me contente que o faça.
Grato
Beijos

Fred Matos disse...

Obrigado, Wania.
Vejo que visitou o link que deixei no comentário para o Zé Carlos.
Beijos

Fred Matos disse...

Obrigado, Adriana.
Beijos

Ana disse...

Olá. Por acaso achei o blog. E vi uma pintura minha, com autoria e tudo. Onde a achaste?

Abraço.

Dheyne.

Fred Matos disse...

Olá, Dheyne.
Somente agora estou lendo o seu comentário.
Estava pesquisando imagens de borboletas no google para ilustrar o poema e encontrei a sua pintura. Gostei muito. Espero que você não se incomode por usá-la.
Fico contente que tenha vindo e espero que volte sempre.
Beijos

pesquisar nas horas e horas e meias