quarta-feira, novembro 25

alternativas


Para Mariana


ilustração: Magritte - The False Mirror


Perde a vida quem a ata a laço,
crédulo numa verdade definitiva,
quando tantas são as alternativas,
quanto astros há, no infinito espaço.

E, no perdê-la, a faz cativa
do traçá-la, traço a traço,
forjando, a régua e compasso,
as cadeias em que a escraviza.

Quem à ambição de glória ou ouro
empenha a existência, renuncia
ao seu único e verdadeiro tesouro.

Mas quem, ao sabor do acaso,
vive intensamente cada dia,
fada-se à insídia do fracasso.



Fred Matos
publicado em "Eu, Meu Outro"
Maio/1999

28 comentários:

M.C.L.M disse...

Sem palavras, o texto fala por mim...
Ufa, que texto ímpar!

beijos amigo!

Mariana Botelho disse...

belo poema. e pra uma xará minha! rs

myra disse...

realmente acho que voce esta meio deprimido ou de mau humor, mas as palavras sao ,bem, mesmo se digo sempre a mesma coisa, nao faz mal, sao otimas e, sabe, verdadeiras...
beijos,

Tatiana disse...

Viver a vida não é fácil...
Mas assim como navergar...viver também é preciso!

Que cada dia que nasce,
seja uma dádiva em seu destino!

Um beijo carinhoso

Lara Amaral disse...

Vixe, então deve-se dar qual passo?

=)

Adorei a reflexão, o poema, a metáfora e tudo mais!

Beijos.

Fred Matos disse...

Obrigado, Márcia. Fico contente por você gostar.
Beijos

Fred Matos disse...

Obrigado, Mariana, bom te ver aqui.
Beijos

Fred Matos disse...

Não estou deprimido não, Myra, nem de mau humor: este poema tem mais de dez anos, é do meu primeiro livro. Acho que naquela época eu era mais melancólico que atualmente. :)
Agradeço-lhe a vinha, leitura e comentário.
Beijos

Fred Matos disse...

Viver não é fácil, mas é maravilhoso, Tatiana.
Grato pela visita, leitura e comentário.
Beijos

Fred Matos disse...

A questão é esta, Lara. Mas, seja qual for a opção, que a escolha se faça sem preocupação com a opinião alheia.
Agradeço-lhe por vir, ler e comentar.
Beijos

Mariana Andrade. disse...

e eu o senti como se fosse pra mim, esta mariana que vos fala.

Fred Matos disse...

Mas espero que você não esteja vivendo neste impasse, Mariana.
Agradeço-lhe pela visita, leitura e comentário.
Beijos

Elzenir disse...

Quem quiser ganhar sua vida a perderá...Ganhar a vida pode ter vários significados. Cada um infere sua própria visão.Mas no geral perdemos muitas coisas para conseguir outras. Bjs

Geraldo de Barros disse...

Olá Fred, tenho descoberto uns blogs bacanas de poesia e sempre via sua fotinha em alguns deles, rs fiquei curioso (porra o cara tá em todas rs) e fui dar uma olhada no seu perfil, descobri seu blog e encontrei ótimos poemas aqui, gostei mesmo, parabéns!

Um abraço e sucesso,
Geraldo.

Fred Matos disse...

É a eterna luta entre Eros e Thanatos, Elzenir.
De um lado o impulso ao prazer, à vida intensa ao sabor do acaso, de outra o comedimento que, para alguns pode significar uma vida sem vida. Porém, o impulso vital de Eros é o caminho mais rápido para o aniquilamento (a morte), enquanto que Thanatos, que na antiguidade personificava a morte, pode ser o caminho para uma vida mais longa.
É da escolha entre estas duas forças que fala este poema. Evidentemente que é possível dosar os dois impulsos, e é este, do meu ponto de vista, o comportamento padrão dos seres humanos.
Agradeço-lhe a visita, leitura e comentário.
Volte sempre.
Beijos

Fred Matos disse...

Geraldo,
Antes de responder a você fui ao seu blog: gostei dos poemas que li e passo a acompanhá-lo também.
Agradeço-lhe pela visita, leitura, comentário e por incluir-se entre os que acompanham o blog.
Grande abraço.

worldmiss disse...

your site is so good I always visit it everyday, you update so quick !
cheer !

and don't forget visit my site I just create my site too
if you could exchange link It would be great
and I will be happy to link your site.
Here is :
freedowload



thanks you

myra disse...

obrigada fred pelo comentario e um bom fim de semana para voce, beijao,
myra

Marcos Satoru Kawanami disse...

"Relaxa, e goza."
(Marta Suplicy)


"Distraídos venceremos"
(Paulo Leminski)


"Comtemplei ainda todos os trabalhos e todo bom êxito dos empreendimentos, e isso despertava inveja contra o próximo. Pois nisso também havia vaidade e aflição de espírito."
(Eclesiastes 4:4)


"Ai, que preguiça!"
(Macunaíma)


=D
marcos

Fred Matos disse...

Agradeço-lhe a visita, leitura e comentário, Worldmiss, contudo é muito arriscado abrir na links que não conhecemos.
Bom fim de semana

Fred Matos disse...

Não tem nada a agradecer, Myra.
Ótimo fim de semana.
Beijos

Fred Matos disse...

Citações oportunas e pertinentes, Marcos, sobretudo as de Martha e a de Mário de Andrade, via Macunaíma.
Ótimo fim de semana.
Abração

Nara Sales disse...

E a vida estava primeiro do que nós. Deixando-a livre, somos livres.

Fred Matos disse...

É uma maneira bonita de ver a vida, Nara.
Agradeço-lhe pela visita, leitura e comentário.
Ótimo fim de semana.
Beijos

Gerana Damulakis disse...

Fred: já reparou que, pelo fato de termos convivido com pessoas caras a nós dois e que eram tão próximas entre si, acabamos tendo semelhantes lembranças? Eles vivem um tanto em nós. Isso é bonito.

Fred Matos disse...

Claro que sim, Gerana. É perceptível que Ari e seu tio Flávio, além de amigos, compartilhavam ideais politicos e tinham preferencias artísticas, literárias em particular, já que eram homens de lrtras, muito próximas e etas são também as nossas influências.
Contente com a sua visita.
Ótimo fim de semana.
Beijos

Talita Prates disse...

Fred,
eu ADOREI esse soneto.
Há tempos não lia um soneto do qual gostasse tanto!

Bom fim de semana.
Um bjo, poeta.

Fred Matos disse...

Isso me deixa muito contente, Talita.
Obrigado.
Ótimo fim de semana.
Beijos

pesquisar nas horas e horas e meias