segunda-feira, novembro 2

se é que vocês me entendem


ilustração: "Childhood" - Jan Saudek


é apenas escolher
entre a calça jeans
e uma de sarja cinza
entre a mala e a mochila
entre o busão e a caminhada
entre uns trocados e a liberdade

nada muito complicado
nenhuma metafísica
sim, creiam, nenhuma metafísica

ninguém porém se convence
de que não há entrelinhas a ler
além ou aquém da acepção literal
desta literatura que neste momento
precisava de uma pausa

ufa!


é apenas escolher
ainda que para fazê-lo seja necessário
despetalar um flor:
mal-me-quer, bem-me-quer,
mal-me-quer, bem-me,quer,

ou, então:
unidunitêsalomémingué
um sorvete colorido
unidunitê

se é que vocês me entendem.

não terá nenhuma importância o método
desde que a escolha seja feita
até porque se trata apenas de escolher os meios
pois o destino está escrito

sei lá, tenho dúvidas disso
mas calhou cair no poema


e caso não esteja não muda nada
porque só se sabe se a escolha foi correta
quando acaba a caminhada.



Fred Matos

22 comentários:

Adriana Godoy disse...

Se é que entendi, esse poema é puramente metafísico, ainda que disfarçado...e posso dizer que gostei demais, a escolha é minha, então posso dizer essas palvras. beijo.

Fred Matos disse...

Claro que pode, Adriana, a escolha é sua. E poderíamos dizer também que é absolutamente metafísico negar a metafísica. E me lembrei de Álvaro de Campos, o heterônimo de Pessoa que em "Tabacaria" escreveu que "... não há mais metafísica no mundo senão chocolates..."
Fico contente que você goste, e que tenha vindo e comentado.
Obrigado.
Beijos

Wania disse...

Fred

Se é que eu te entento
apenas escolher
é a essência de tudo,
mas há penas no escolher
e se escolher valeu a pena,
só no fim da trena!
O destino está escrito,
mas eu escolho as cenas!

Adoro teus poemas!
É sempre um prazer vir aqui te ler!

Bjs e boa semana!

Fred Matos disse...

Prazer é receber um comentário como este, em versos, Wania.
Obrigado.
Ótima semana.
Beijos

Danielle Macena disse...

Muito bom esse seu post..
bju

Fred Matos disse...

Agradeço-lhe, Danielle, pela visita, leitura e comentário.
Beijos

Lara Amaral disse...

"ninguém porém se convence
de que não há entrelinhas a ler". Com certeza, Fred.

Beijos.

Fred Matos disse...

Pois é, Lara, só que nas entrelinhas cada qual lê o que quer e que muitas vezes (quase sempre) é o que não é.
Agradeço-lhe a visita, leitura e comentário.
Ótima semana.
Beijos

Lai Paiva disse...

Fred, muito legal o post, muito mesmo.

Mirse Maria disse...

Oi Fred!

Sempre achei essa frase-título puramente masculina, e nunca entendi exatamente esse mistério.

O poema é lindo. Brinca a realidade e o lúdico. A escolha é sempre difícil, mas depois dela, é o resultado.

Perfeito!

Parabéns!

Beijos

Mirse

myra disse...

gostei e estou completamente de acordo com voce...e acho que nunca vamos saber se nossa escolha foi boa ou nao :( mas vamos la, nao ha nada que fazer, so, continuar vivendo.
um gde abraço,

dila disse...

Seu blog Viver a Bahia. ficou mais bonito com roupa nova, as fotos estão lindas D+

Bjs/amor

nina rizzi disse...

fred, querido,

o senhor não recebe meus e-mails ou não abre sua caixa de entrada?

eu não consigo ler sua página!!!! sei lá que diabos acontece, o fato é que ou ela fecha e trava tudo ou então começam a brir milhares de páginas de horas e horas e meias-meias :s

eu vim na casa de uma professora que mora em frente à escola só pra te escrever aqui! é que acho que descobri o problema: somo uso lan house deve haver algo que bloqueia, sei lá, a página deve ser muito pesada, que tal colocar 30 postagens por páginas???

vamos à poesia: sabe que sou sua fã, macho sempre que vejo que atualizou entro aqui, sobre esta, pra comçear a imagem já arrasa, uma das mais lindas que já vi. bem, eu entendo, fred, poesia é isso, ela nos escolhe. e te escolheu.

um beijo saudoso e mui querido :)

Fred Matos disse...

Obrigado, Lai.
Que bom que você gostou.
Beijos

Fred Matos disse...

Título masculino, Mirse? Pode ser, mas se é um mistério pra você que acha isso, para mim é mistério ainda maior. Porém, o mais importante é que você tenha gostado do poema.
Obrigado.
Beijos

Fred Matos disse...

Nunca mesmo, Myra. Podemos até concluir que as escolhas tenham sido boas ou não, mas jamais se as opções teriam sido escolhas melhores.
Obrigado.
Beijos

Fred Matos disse...

Pois é, Lick, só agora estou conseguindo um tempinho para vir ao blog. Ainda nem fui ao Viverbahia. Ficou mesmo com um visual mais limpo. Fico contente por você gostar.
Beijão, lambidas, cheiros e tudo o mais.
Também te amo.

Fred Matos disse...

Vixe, Nina, eu nunca olho o e-mail fred.matos@gmail.com que tenho só para fazer o blog, mas vou olhar.

Preferencialmente me escreva para o cfmmatos@terra.com.br.

Pensei que vosmecê tinha me abandonado.

Estou exatamente com 30 postagens, como você sugere, e faz muito tempo que deixei de colocar links externos, como os do youtube, portanto não sei que coisa está causando esta sua dificuldade de acesso.

Obrigado, querida.
Beijos

M.M disse...

"não terá nenhuma importância o método
desde que a escolha seja feita
até porque se trata apenas de escolher os meios
pois o destino está escrito..."

A.d.o.r.e.i!!

beijos...

Fred Matos disse...

Obrigado, Márcia.
Fico contente por você gostar, pela visita e comentário.
Beijos

BAR DO BARDO disse...

Liberdade, liberdade...

Fred Matos disse...

Abre as asas sobre nós.

Abração, Henrique

pesquisar nas horas e horas e meias