terça-feira, dezembro 1

desconcatenado



foto: Mário Cravo Neto


cato palavras no aurélio
e faço versos como muros...
nunca ouvi cantar as musas,
nem tenho sentimentos puros.

não tenho a visão dos místicos,
nem sei concatenar o abstrato...
não importa o que penso ou sinto:
tudo o que escrevo é retrato.

não quero lhes impingir pilhérias
dizendo de coisas que não vivi,
nem quero expor minhas misérias.

não há nada essencial de que eu faça,
[o sonho é pessoal, a vida fatal]
a trama deste drama banal.



Fred Matos
publicado em "Eu, Meu Outro"
Maio / 1999

22 comentários:

Liene disse...

Um soneto de cenas reais...
Muito bom!

Grande abraço

Essência e Palavras disse...

Maravilhoso!


Beejos e boa quarta!

Gerana Damulakis disse...

É sobre o "não" de certa forma: enfim, um dos temas mais férteis. Excelente.

Lara Amaral disse...

Emocionante soneto, e a trama é pra lá de envolvente!

Beijos.

Ana Cláudia Vieira disse...

Uau, você é um poeta de verdade, desses que ganham prêmios e tudo. Parabéns e, obrigada por atentar meus olhos com o link da postagem.

Abraços

Sonia Schmorantz disse...

Importa é escrever, com ou sem aurélio, concatenar palavras nem sempre é original, mas este poema é com certeza!
um abraço

myra disse...

"faço versos como muros" adorei...que realidae...
otimo,
bjs

Adriana Godoy disse...

Leios seus versos como do outro lado do muro. Muito bom,
Fred, intensamente poético. beijo.

Fred Matos disse...

Agradeço-lhe, Liene, a visita, leitura e comentário.
Beijos

Fred Matos disse...

Obrigado, Essência e Palavras.
Boa quarta pra você também.
Beijos

Fred Matos disse...

É sobre o "não", sim, Gerana, e é, também, mais um desejo que a prática.
Gosto quando você comenta.
Beijos

Fred Matos disse...

Obrigado, Lara.
Beijos

Fred Matos disse...

O grande prêmio é a leitura e comentário dos amigos, Ana Cláudia.
Obrigado por premiar-me com a sua visita, leitura e comentário.
Beijos

Fred Matos disse...

Grato pela generosidade e amizade, Sônia.
Beijos

Fred Matos disse...

Obrigado, Myra.
Beijos

Fred Matos disse...

É uma boa maneira de ler este poema, Adriana.
Obrigado.
Beijos

dila disse...

Oi lindo!

www.aarvore.blogspot.com
blg de Peu

Tudo que vc faz é muito lindo.

Bjs/amor

Fred Matos disse...

Lick,
Antes de responder fui lá olhar. Achei ótimo, mas é penas que o último texto tenha meses de postado. Deixei recado.
Também te amo.
Beijão

RIta Santana disse...

Vi seu blog e gostei bastante...vou acompanhar...parabéns.

Fred Matos disse...

Obrigado, Rita: fico contente pela sua visita, comentário e por acompanhar o blog.
Beijos

Ivana Marisa Altafin disse...

Oi Fred,
Você é um artista e seu blog é uma obra de arte, gostei bastante. Gostaria de acompanhar, mas procurei e não consegui localizar os seguidores, em que lugar fica da página? Um abraço!

Fred Matos disse...

Ivana,
Agradeço-lhe a visita, leitura e comentário.
Será um prazer vê-la acompanhando o blog.
O Google Friend Connect está situado na coluna da direita, logo abaixo do poema "canção de fogo". Talvez o gadget não tenha funcionado na hora que você entrou.
Beijos

pesquisar nas horas e horas e meias