quarta-feira, dezembro 16

nada apaga



Foto: Raphael Guarino - "Lilly"


uma lágrima só não basta
um oceano é insuficiente
poemas,
belas palavras,
nada redime,
nada apaga
a inocência prematuramente perdida
das crianças maltratadas

há as que são violadas
todos os dias,
anos a fio
pelo pai, mãe, irmãos, tios
aqueles que deviam protegê-las

há as que são espancadas
as que são abandonadas
há as quais se negam carinhos
calor, comida, água.

uma lágrima só não basta
não há poema que redima
rimas soam equivocadas
a angústia me domina
porque tenho palavras somente
e palavras não são eficientes
para restituir a vida
às crianças estupradas.



Fred Matos

40 comentários:

Tah disse...

"uma lágrima só não basta
não há poema que redima
rimas soam equivocadas
a angústia me domina
porque tenho palavras somente
e palavras não são eficientes"

Tbm me sinto assim, ipotente diante essas atrocidades, mas saiba que com esse post ja te tornas uma pessoa que luta contra essa violência...
As palavras não vão mudar o que aconteceu a essas crianças, a inocencia perdida nunca voltara, mas com palavras eu acredito que um dia nos que usamos ela para reinvindicar, expor como nos sentimos em relação a tantas injustiças conseguiremos mudar essa triste realidade...

Achei a forma ques escrevestes perfeita soube retratar como se sentes e soube passar esse sentimento para quem lê...

Adoreii

Bjos ♥

Fred Matos disse...

Obrigado, Tah.
Deixaram-me muito contente as suas palavras.
Na minha opinião não há crime pior que o crime praticado contra as crianças, principalmente quando praticado pelos familiares, por pessoas nas quais as crianças confiam e amam.
Obrigado, mesmo.
Beijos

Essência e Palavras disse...

A sensibilidade de suas palavras é tão grande que posso tocá-la.

Adorei!


beejo

Sônia Silvino disse...

Fred!
Mais um lindo poema! E ao mesmo tempo triste, pois seres indefesos e tão puros precisam de amor e respeito.
Abraços!

Amélia disse...

Face ao mundo onde crianças e mulheres -e também homens - são maltratdos, ainda bem que não sou religiosa - nunca poderia aceitar um deus omipotente e omnisciente que trate injutamente ou não se rale com o sofrimento de inocentes.
Compreendoas d+úvidas tidas por madre teresa de calcutá...

myra disse...

é terrivel esta violencia que ja nao tem fim....
acho que voce escreveu e descreveu e denunciou ,otimamente bem, nas tuas linhas, todas estas horriveis e sem nome,coisas que acontecem no mundo inteiro!

Nydia Bonetti disse...

Fred

Nada apaga a vergonha de uma sociedade que se cala e se omite diante de qualquer tipo violência ou injustiça. Nós, que temos vóz e um espaço, ainda que limitado, não podemos mesmo calar.

Um beijo.

Adriana Godoy disse...

FGred, compactuo com vc a minha impotência. Todos os dias o que se vê são crianças muito maltratadas pelos seus, pelos outros, pelo mundo. Há que se ter uma solução a curto prazo para isso. É difícil pensar que isso aconteça na nossa cara e quase não podemos fazer nada mesmo. Beijo.

Norma Villares disse...

Caminheiro(a) de evolução,
Uma pessoa sábia encontra seu verdadeiro lugar no mundo, e vive de acordo com o que o destino lhe reserva. Sua força interior alimenta suas ações e todas as pessoas beneficiam com elas.
A chama energética do ser humano de consciência elevada espiritualmente espalha-se além de suas ações no mundo. Aquilo que é invisível e não possui substância física, não tem significação se não influenciar o aprimoramento das ações do homem e de outras pessoas. O sucesso vem para os humildes de alma e coração, que oferecem seus sacrifícios para maior benefício de outras pessoas no mundo.
Que a força e a luz do Cristo que tudo permeia no Universo, posso envolver você e sua família neste Natal. E que esta energia perdure por todo ano de 2010.
Feliz natal!
Ano Novo de muitas realizações
São os votos sinceros
Sublimes abraços.

Fred Matos disse...

Obrigado, Essência e Palavras. Deixa-me contente que goste, tanto quanto me deixa triste saber que as minhas palavras não são capazes de mudar a situação destas crianças.
Beijos

Fred Matos disse...

É isso Sônia.
Agradeço-lhe por vir, ler e comentar.
Beijos

Fred Matos disse...

Ah! Amélia. Também não sou religioso, ou se sou, sou à minha maneira, mas creio que este é um assunto humano e não divino. Muitas religiões, é bom que se diga, atuam positivamente na questão: sem alguns freios da pregação religiosa, ou sem o medo de arder no inferno, talvez a situação fosse pior. Não, os deuses não são culpados da estupidez humana.
Deixa-me contente vê-la aqui e por receber o seu comentário.
Beijos

Fred Matos disse...

Lastimavelmente ocorre no mundo inteiro, Myra, e independe de situação econômica, cultural, religiosa. A violência em geral, e particularmente a violência sexual contra as crianças, é uma praga universal.
Agradeço-lhe pela visita, leitura e comentário.
Beijos

Fred Matos disse...

Pode ser pouco, Nydia. Certamente é muito pouco, mas protestar e dar voz a estas crianças é o mínimo que podemos e devemos fazer.
Obrigado, amiga.
Beijos

Fred Matos disse...

Adriana,
Seu comentário me fez lembrar que muitas vezes ouvimos (principalmente quem mora em apartamento) gritos e choros noturnos de crianças. Às vezes me ocorre a possibilidade de que estejam sendo maltratadas (para não dizer coisa pior) e fico sem saber se devo ou não tomar alguma atitude, pois pode ser que se trate de dor causada por doença. Sempre fico angustiado quando isso acontece, e eu não me perdoaria se depois descobrisse que se tratava de uma violência que eu pudesse fazer cessar.
Obrigado por vir, ler e comentar.
Beijos

Fred Matos disse...

Obrigado, Norma: um bom Natal e feliz 2010 pra você também.
Beijos

Carla disse...

uma lágruma só não basta
...é verdade
beijo

Lara Amaral disse...

Restam só o silêncio da vítima, a impunidade e um aperto em nossos corações.

Bonito poema, amigo, principalmente em se tratando de um tema tão delicado.

Beijos.

Fred Matos disse...

Nada apaga, Carla. Nada basta, mas qualquer coisa que façamos, cada denúncia, cada protesto, cada ação, são contribuições que podem fazer a diferença para algumas destas crianças.
Agradeço-lhe por vir, ler e comentar.
Beijos

Fred Matos disse...

No entanto é um silêncio que grita, Lara.
Geralmente as crianças maltratadas dão sinais nítidos dos abusos sofridos. Sinais que estão nos olhos. Rejeição a certos parentes dos quais tentam se manter afastados. Uma série de outros sinais que precisamos aprender a interpretar para atuar coercitivamente, inclusive denunciando os criminosos às autoridades. Só não dá mesmo é pra fazer de conta que não vê.
Agradeço-lhe por vir, ler e comentar.
Beijos

Mirse Maria disse...

Maravilhoso, Fred!

Nada é suficiente, seu poema está belíssimo e perfeito!

Parabéns!

Mirse

Fred Matos disse...

Obrigado, Mirse.
Deixa-me muito contente que você tenha vindo, lido e comentado.
Beijos

Mara faturi disse...

Querido poeta,
nosso último poema se paroxima; vida e morte, palavra e morte...Gostei muito!
grande bjo!

Sonia Schmorantz disse...

Natal...
É o mês de confraternização Agradecimento pela vida
Bênçãos ao filho de DEUS
União, amor, reflexão!

Que o bom velhinho traga um saco cheinho de paz,
harmonia, fraternidade
Que o gesto de ternura se estenda de várias mãos
Que ao som dos sinos
O amor exploda em toda direção!

FELIZ NATAL!
UM ANO NOVO DE FÉ E SUCESSO!

Sandra Ribeiro disse...

Você fez um belo poema, com a realidade que presenciamos todos os dias, uma realidade que não está em minha casa, mas logo ali pertinho...
E a gente fica esperando que outros tomem providências, enquanto apenas derramamos lágrimas...

Fred Matos disse...

Obrigado, Mara.
Fico contente que você goste, bem como por sua visita, leitura e comentário.
Beijos

Fred Matos disse...

Um ótimo Natal e Feliz 2010 também pra você, Sônia.
Obrigado.
Beijos

Fred Matos disse...

Pois é, Sandra. Considero que em defesa da integridade das crianças não deve prevalecer a inviolabilidade dos lares, que sequer de lar pode ser chamado o recinto no qual se praticam tais absurdos.
Agradeço-lhe pela visita, leitura e comentário.
Beijos

Wilson Torres Nanini disse...

Assim ocorre comigo. Ainda não foram inventadas as palavras pra eu expressar o que sinto sobre isso. Faço então minhas as suas belas palavras. Forte abraço!

Bia Monteiro disse...

Nuuusss Fred...
É uma triste realidade...
Mas é real, infelizmente...
Mas o texto é lindo...
Traduz toda dor dessas crianças...
Bjuuu e bom fds
=D

Fred Matos disse...

Prazer vê-lo aqui, Wilson.
Agradeço-lhe por vir, ler e pelo comentário.
Abração

Fred Matos disse...

Muito triste mesmo, Bia.
Mas fico contente por você gostar do poema, pela sua vinda, leitura e comentário.
Beijos

Graça Pires disse...

Um poema comovente, meu amigo. Nada apaga e nada basta.
Um beijo.

Fred Matos disse...

Obrigado, Graça.
Fico contente que tenhas vindo, lido e comentado.
Beijos

Babi M.S. disse...

poema com função....belo!
dói-me também que as palavras não curem essas dores!

smack

Lara Amaral disse...

Com certeza, amigo. É triste quem se torna cúmplice dessa situação.

Eu que lhe agradeço.

Beijos =).

Fred Matos disse...

Obrigado, Babi, por vir, ler e comentar.
Ótimo domingo
Beijos

Fred Matos disse...

Agradeço-lhe, Lara, pela visita, leitura e comentário.
Ótimo domingo
Beijos

Mercedes disse...

Tal vez, sólo tal vez, a la fría y distante Helena no le enseñaron a sobrevivir de otro modo. Hermoso y descarnado relato.
Gracias por poner el traductor, aunque la traducción se presta a confusión, al menos me entero de lo esencial.
Un saludo

Fred Matos disse...

Mercedes,

Principalmente em se tratando de literatura, estes tradutores automáticos servem apenas para que se tenha uma pequena noção do tema tratado. Perde-se muito do ritmo imprimido pela construção do texto, que é truncado pelos tradutores.
Por simples curiosidade, colocarei esta mensagem em português e traduzida para o espanhol com o tradutor eletrônico do Google.
De toda maneira, agradeço-lhe o esforço para ler, e por visitar o blog e comentar.
Desejo-lhe um bom domingo.
Beijos

Mercedes,

Especialmente cuando se trata de literatura, estos traductores en línea son sólo para tener una idea sobre el tema en cuestión. Se pierde gran parte del impulso iniciado por la construcción del texto que se trunca por los traductores.
Por curiosidad, voy a poner este mensaje en portugués y traducido al español con el traductor electrónico de Google.
De todos modos, gracias por el esfuerzo de leer, y visitar el blog y el comentario.
Le deseo un buen domingo.
Besos

pesquisar nas horas e horas e meias