domingo, janeiro 10

a melodia da morte



foto: Fred Matos

sob o teto antigo
a morte pôs os olhos na sombra
e revelou nos seus segredos
uma insatisfatória paixão pela vida

consolei-a com as palavras
que diria a uma velha amiga
mas fiz com que partisse
sem nada de concreto nas mãos

levou uma alma que nunca foi minha
um casco de tartaruga
e algumas conchas marinhas

deixou-me um lampião a querosene
um pente de osso sujo de limo
e a melodia desta canção


Fred Matos

28 comentários:

Verónica disse...

¡ Hola Fred Matos ! un placer saludarte. Muy bonito poema.
Tu blog me cuesta mucho verlo. Hoy parece que lo conseguí.
Un besooo

Wania disse...

Fred querido!

Acho que saíste lucrando, ela levou uma alma que nunca foi tua mesmo e te deixou esta bela melodia!!!!!

Adoro te ler... é lindo o jeito que escreves!

Bjsssssssss

anazézim disse...

e essa canção-mar
que me quer tanto amar
não sabe que sou filha de Iemanjá.
mas como espuma-pérola
consegues me levar ao ar
e vou céu afora
pela orla em copa
amar em qualquer
nuvem branca outra.

Flavia C. disse...

Olá, muito obrigada por seguir.
Lhe sigo também!

No final das contas ganhou essa linda melodia.
Adorei, parabéns.

Mari Amorim disse...

Fred,
estou em atraso com vc,mas por motivos alheios a minha vontade,
mas tenho certeza absoluta que saberá entender que desejo~lhe um caldeirão cheio de porções mágicas de infinita felicidade,muita saúde e que vc continue escrevendo muitooooo,quem sabe terei o prazer de organizar a fila no dia da posse na ABL,a cada leitura vejo-o subindo um degrau.
Boas energias,amigo
Mari

Hercília Fernandes disse...

Belíssimo, Fred.

Se me permite... seu poema veste como luva meu estado poético-emotivo. Ando assim... ao som de uma melodia em escala menor...

Mas quero também dizer que estou em dia com a leitura de seus poemas. E, por vezes, recuso-me a comentá-los para não adentrar, além da conta, na interioridade. Estou naquelas luas em que tudo me sensibiliza e, quando isso ocorre, recolho-me, torno-me nuvem, fugacidade...

Sua poesia é tão vibrante, tão verdadeiramente intensa. Difícil encontrar tamanho lirismo em voz masculina. Dizem que o poeta falseia os sentimentos através do [bom] uso da linguagem... tratando de sua lírica tudo traduz vida, beleza, sinceridade.

Expondo minh’alma, peço-lhe perdão pela ausência em o "Nas horas e horas e meias" e agradeço as boas oportunidades de leitura, de edificação humana.

Um excelente 2010, Fred. Tudo de bom para você e sua família. E, novamente, parabéns pela grandeza de sua obra.

Abraços,
H.F.

BAR DO BARDO disse...

elegia...

gostei.

ma grande folle de soeur disse...

Magnífico soneto! ou canção?! Uma troca justa eu acho ;) beijos

Maria Andrade Vieira disse...

tão belos os seus poemas... esse, especialmente, é uma canção.

Fabio Rocha disse...

Suave, suave... Muito bonito.

Lara Amaral disse...

Ela sempre deixa lembranças enigmáticas...

Abraços, boa semana!

Sandra Botelho disse...

Deixar morrer algo em nós que não nos pertence é como sentir-se purificado de coisas vãs.
Lindo de viver.
Bjos meus...

Fred Matos disse...

Fico contente que tenha conseguido, Verónica, e por gostar do poema.
Ótima semana.
Beijos

Fred Matos disse...

Espero que ela demore a perceber que perdeu na troca, Wania.
Seu comentário me deixou todo prosa.
Obrigado
Beijos

Fred Matos disse...

Ê, Anazézim: tempão que não te via, menina.
Obrigado pela visita e poema.
Beijos

Fred Matos disse...

Que bom que você gostou, Flavia.
Agradeço-lhe por vir, ler, comentar e por acompanhar o blog.
Beijos

Fred Matos disse...

Atraso nenhum, Mari: a amizade é muito maior que o tempo.
Obrigado, amiga.
Beijos

Fred Matos disse...

Hercília,
O prêmio generosidade é seu (risos).
Agradeço-lhe comovido, mesmo sabendo que você exagera.
Beijos

Fred Matos disse...

Obrigado, Henrique.
Gosto que você goste.
Abração

Fred Matos disse...

Acho que ganhei na troca, Lucília, principalmente porque, graças a ela, estou recebendo este seu carinhoso comentário.
Obrigado.
Beijos

Fred Matos disse...

Obrigado, Maria.
Deixa-me muito contente que venha, leia e comente.
Beijos

Fred Matos disse...

Obrigado, Fabio.
Seu comentário tem muito valor ára mim.
Abração

Fred Matos disse...

Boa semana pra você também, Lara.
Agradeço-lhe a visita, leitura e comentário.
Beijos

Fred Matos disse...

Leitura muito atenta a sua, Sandra.
Agradeço-lhe por vir, ler e comentar.
Beijos

Mara faturi disse...

Belíssimo...Quanta musicalidade nas coisas simples da vida Fred;)
Bjo!

Fred Matos disse...

Que bom que você gostou, Mara.
Obrigado por vir, ler e comentar.
Beijos

PERPLEXIDADE disse...

de singular beleza, Fred!

um bj em seu coração!
;D

Fred Matos disse...

Obrigado, Perplexidade . Fiquei contente por sua visita, leitura e comentário.
Beijos

pesquisar nas horas e horas e meias