segunda-feira, janeiro 11

um pouco de jazz



foto: fred matos


trouxeste-me um sonho
tatuado na pétala alva
que envolve tua utopia

tomei-o para mim
tal tomaria se fosse
filho dos teus desejos
mecha dos teus cabelos
ruga da tua face

é um sonho tranqüilo e risonho
que nem desperto se desfaz
um sonho de matizes verdes e azuis

agora
porém
um pouco de jazz


fred matos

44 comentários:

Claire disse...

é um prazer `tê-lo como seguidor do meu blog!
abraços e parabens pelo trabalho lindo.

Fred Matos disse...

O prazer é meu, Claire. Bem como por receber a sua visita, leitura e comentário.
Obrigado.
Beijos

Patrícia disse...

Que lindos teus textos!

=)

Sônia Silvino disse...

Fred!
Quando nos trazem sonhos bons, viver se torna mais agradável ainda!
Bjs e ótima semana!

Sandra Ribeiro disse...

Que foto maravilhosa, muitas vezes o que não vemos, nos mostra mais do que a face por inteiro...
E com as palavras, ficou tão perfeito...

dila disse...

Você é todo poesia, só falta um bom vinho para combinar com o jazz

Bjs/mui amor

Fred Matos disse...

Fico contente que você goste, Patrícia. Espero vê-la mais vezes aqui.
Obrigado.
Beijos

Fred Matos disse...

É isso mesmo, Sônia.
Obrigado.
Ótima semana pra você também.
Beijos

Fred Matos disse...

Deixou-me contente que você se refira à foto, Sandra.
Agradeço-lhe pela visita, leitura e comentário.
Beijos

Fred Matos disse...

Obrigado, Lick.
Sim, vamos ao vinho. (risos).
Beijão

Ju Fuzetto disse...

Lindo!!

adoreii


parabéns

Fabio Rocha disse...

Quase uma dança. Maravilha!

Fred Matos disse...

Que bom que você gostou, Ju: deixa-me contente.
Obrigado.
Beijos

Fred Matos disse...

Obrigado, Fabio: sua avaliação vale muito pra mim.
Abração

myra disse...

otimo!!!
agora por favor me explica uma coisa por favor, alias varias:)
eu coloco o teu blog" nas horas, etc" e ou vem dizendo que nao existe ou vem outro blog" eumeuoutro", nao entendo nada, e alem do mais e isto é o mais IMPORTANTE, NAO encontro mais aquele texto TAO lindo que voce escreveu ao meu irmao no blog ontem ele estava agor nao esta mais!!!.
talvez voce pode me mandar outra vez? ou nao?

obrigadaaaaaaaa!

www.gigi-e-myra.blogspot.com

Sandra Botelho disse...

tomei-o para mim
tal tomaria se fosse
filho dos teus desejos
mecha dos teus cabelos
ruga da tua face

plenitude...
Lindo de viver seu poema.
Bjos meus...

Mirse Maria disse...

Maravilhoso, Fred!

Um sonho é sempre o começo de tudo!

Sábio és, poeta!

Beijos

Mirse

Fred Matos disse...

Myra,

O nome do meu blog é nas horas e horas, mas o link é

http://eumeuoutro.blogspot.com/

Quanto ao texto de ontem, está aqui no blog e, também, creio que esteja, como comentário à segunda postagem do seu blog conversa entre irmãos, mas não custa colocá-lo aqui:

Amigo querido,

Imagino-o em uma hipotética Ipanema celestial, onde há de existir uma sucursal do seu barzinho preferido, e que, na mesa ao lado, enquanto compõem uma nova canção, Vinicius e Tom trocam olhares invejosos por causa da morena carioca que se derrete embriagada com cada palavra da sua prosa cativante.

Provavelmente entre as nuvens você já não sente necessidade de acender um cigarro, e isso é bom, porque o maior erro que você cometeu na sua vida foi o de nunca renunciar a esse falso companheiro. Obviamente todos nós erramos muito na vida e uma vida sem erros deve ser muito chata, portanto não entenda que o esteja criticando, é apenas um registro que decorre da minha absoluta ignorância a respeito das coisas etéreas.

Essa minha ignorância poderia me induzir a lhe perguntar acerca de muitas coisas, mas você sabe que eu prefiro não perder a surpresa de descobrir cada coisa no tempo certo. Mesmo assim, sinta-se sempre à vontade para me visitar os sonhos, sobretudo se vier para contar as suas novas conquistas, declamar um novo poema, ler-me um dos seus contos.

Acho que você gostará de saber que me tornei amigo da Myra. Uma pessoa maravilhosa. Quem só o conhecia pela aparência, quem não conhecia o seu imenso coração, bem capaz de não acreditar o quanto você e a sua irmã são parecidos na essência.

Mas fico por aqui porque você já conquistou a eternidade e eu ainda preciso conquistar o jantar desta noite.

Abração do

Fred Matos


Obrigado.

Beijos

Fred Matos disse...

Agradeço-lhe a visita, leitura e comentário, Sandra.
Beijos

Fred Matos disse...

Sempre, Mirse.
Grato por vir,ler e comentar.
Beijos

Hercília Fernandes disse...

Lindo seu poema, Fred.

Lhe parafraseando... composto em tom verde-azul, som que o tempo não desfaz. Entretanto, bem faz um pouco de jazz...

Muito apreciei. Obrigada, poetíssimo!

Abraço,
H.F.

Fred Matos disse...

Jazz sempre me faz blues, Hercília, e blues sempre me deixa jazz.
Agradeço-lhe a melodia.
Beijos

Luisa disse...

jazz e um pouco de leveza...

um feliz 2010 bem atrasado :-)

cá estou, novamente.

abraços !!!

iracema forte caingang disse...

Bela poesia! Seja benvindo.
BEIJOS

tossan disse...

Parece que temos muitos gostos iguais, jazz, poesia, fotografia e a amiga Myra. Gostaria de trocar comentários com você. Abraço

Sonia Regina disse...

"é um sonho tranqüilo e risonho
que nem desperto se desfaz
um sonho de matizes verdes e azuis

agora
porém
um pouco de jazz"

como é bom ler você, Fred!
Uma delícia de poema, meu amigo, foto perfeita!
Um 2010 maravilhoso, poeta!
beijos mil

isabel mendes ferreira disse...

prazer de "ouvir".




ABRAÇO.

Ana Lúcia Porto disse...

Oi Fred,

Um admirar suave como uma dança...
Muito tênue, gostoso.

Beijos,
Ana Lúcia.

Fred Matos disse...

Obrigado, Luisa: prazer revê-la.
Ótimo 2010 pra você também.
Beijos

Fred Matos disse...

Obrigado, Iracema.
Gostei muito do seu blog.
Beijos

Fred Matos disse...

É verdade, Tossan. Espero que possamos estabelecer um diálogo produtivo.
Já estou acompanhando o seu blog.
Grande abraço.

Fred Matos disse...

Obrigado, Sonia.
É um prazer vê-la aqui outra vez.
Ótimo 2010.
Beijos

Fred Matos disse...

Obrigado, Isabel.
O prazer é meu.
Beijos

Fred Matos disse...

Obrigado, Ana Lúcia, pela visita, leitura e comentário.
Beijos

Ana Paula Duarte disse...

Olá!!
Obrigada por me seguir...Mas o que temos aqui?Um belíssimo blog...Parabéns!!
\o/
Lindo poema, linda imagem, ambas se bifurcaram...
O que é a vida senão sonhar, devanear e amar?!

Fred Matos disse...

Seu blog ótimo também, Ana Paula, e é sempre um prazer encontrar um(a) poeta conterrâneo(a).
Agradeço-lhe por vir, ler, comentar e por passar a acompanhar o nas horas e horas e meias
Beijos

Sil.. disse...

Sempre lindo Fred.. sempre..

Fred Matos disse...

Obrigado, Sil.
Contente por você gostar.
Beijos

Stella Tavares disse...

Adoro os seus versos, sua forma de se expressar. Dá vontade de ficar por aqui horas e horas a me deleitar.
Bjs

Marguerita disse...

O jazz combina com o prazer de amar e desejar.

Feliz 2010!

Bjs

Fred Matos disse...

Fique todo o tempo que quiser e puder, Stella. É um grande prazer vê-la aqui. Grato pelo comentário.
Beijos

Fred Matos disse...

Combina, sim, Marguerita. E como combina.
Agradeço-lhe vir, ler e comentar.
Ótimo 2010 pra você também.
Beijos

A Moni. disse...

Belo fundo musical escolhido...
Jazz combina com marcas assim, tatuadas na mente, descritas pra gente...

Abraços, Fred!

Fred Matos disse...

Obrigado, Moni.
Contente por vê-la aqui.
Beijos

pesquisar nas horas e horas e meias