domingo, março 28

frescobol



foto encontrada em outro blog, sem indicação de autoria


se eu tivesse asas,
fosse um anjo
poderia ir ao céu
rebater as suas bolas

mas seu nome não é Raquel
que entrou neste poema
pra facilitar a rima
seu nome é Jandira

e é Jandira que teima
em atirar para cima
as bolas que não alcanço

mas sou atleta, não canso
empreendo outra corrida
pra retornar à partida

Fred Matos

20 comentários:

Sandra Botelho disse...

Se o nome dela é jandira
Então do poema ela tira
Quaquer coisa que não rima
E joga a bola pra cimna

Só uma brincadeirinha com as palavras.
Bjos no coração@!

Fred Matos disse...

Não, Sandra, não tiro Jandira,
nem do poema, nem do coração,
mais que a mãe dos meus filhos
é a minha maior paixão.

A você, amiga, a gratidão
pela visita e brincadeira
que respondo com emoção
nestas duas quadras certeiras

Beijos

Sonhadora disse...

Meu amigo
Lindo poema...muito bem construido.

Beijinhos
Sonhadora

Fabio Rocha disse...

Bola cheia... ;)

Sylvia Araujo disse...

Levinho, levinho...
Ê, delícia!

Beijomeu, Fred

myra disse...

nao importa o nome, mas vejo que voce realmente gosta de anjos:))) sabe eu tbem...acho que me acompanha, senao ja nao estaria aqui..com este frio e vento que nao param!
que lindo , "mais que mae dos meus filhos, é minha maior paixao "!!!
beijos

Fred Matos disse...

Obrigado, Sonhadora .
Ótima semana.
Beijos

Fred Matos disse...

Grato, Fabio.
Ótima semana.
Abração

Fred Matos disse...

Bom que ocê gostou, Sylvia.
Obrigado.
Ótima semana.
Beijos

Fred Matos disse...

Talvez eu tenha um certo parentesco com os anjos, Myra. Apesar de não voar, exceto nas palavras e na imaginação.
Grato por vir e comentar
Ótima semana.
Beijos

Wania disse...

Fred

O bom do Amor é a partida e não o escore final, tens toda razão!
Aqui, Jandira entraria com ou sem rima porque ela já esta "dentro"...rsrs!

Voei com os Anjos e contigo...
Bjks, amigo querido!

Fred Matos disse...

Adorei seu comentário, Wania, que agradeço.
Ótima semana.
Beijos

Adriana Godoy disse...

Fred, gostei dessas bolas todas...Beijo.

Lila disse...

Lindo, leve,cheiroso como o mar...
É uma honra recebe-lo no meu blog, não escrevo como vc, mas quem sabe um dia, chego perto....rs
Bjkas

dade amorim disse...

Fred, gosto dos poemas que nos deixam ser quem somos, que falam do dia-a-dia. Afinal, qual o cenário do poema senão o que se vive de verdade?

Beijo.

Fred Matos disse...

Obrigado, Adriana. Fico contente que goste.
Ótima semana.
Beijos

Fred Matos disse...

Que é isso, Lila. Você escreve muito bem. Agradeço-lhe, também por acompanhar o blog.
Ótima semana.
Beijos

Fred Matos disse...

Às vezes cometo um desses, Adelaide, mas, francamente, acho que me saio melhor quando o universo do poema é fictício. Porém, respeito (e muito) a sua opinião, fico contente que você goste, e agradeço-lhe por vir e comentar.
Ótima semana.
Beijos

Fernanda Matos disse...

Jandira,
tá na tua mira,
não tira,
porque sempre rima,
é sua mina!

Fernanda...
Com quem rima?
nanda, ainda nada... ninguém...
Alguèm!

Bjs
Fernanda

Fred Matos disse...

claro que Fernanda rima
rima com ciranda
que é dança de quem anda
e na roda da cantiga
sabe que o suor que pinga
e que a amizade que vinga
mais que rima é gratidão

e agradecido aqui fico
casando as rimas com atos
pois também me chamo Matos

Beijos

pesquisar nas horas e horas e meias