domingo, novembro 2

a menina e o náufrago


foto: Fred Matos


nada é perdido
transformamos-nos somente

quiçá o oceano de anos
nos tenha sido necessário
para a concepção dos sonhos

que sem ele
seriam soterrados
sob as ruínas da realidade

olhemos para frente
com o olhar tranqüilo
de quem espera o vinho
alcançar a maturidade

construiremos
pacientemente
um novo cais
onde a menina
e o naufrago
mergulhem
sorridentes

na eternidade


Fred Matos

4 comentários:

VFS disse...

"... quiçá o oceano de anos
nos tenha sido necessário para a concepção dos sonhos ..."

Fred, este poema é um sonho.
E bem bonito!

Obrigado

fred disse...

Obrigado, amigo.
Grande abraço.

hfm disse...

belo mergulho.

fred disse...

Obrigado, Helena.
Beijos

pesquisar nas horas e horas e meias