quarta-feira, março 18

canção xamânica


Foto: Mário Cravo Neto


revelo-te no meu sorriso
o conhecimento antigo
que me tornas-te capaz:

nunca é tempo demais
e a eternidade é um instante
entre dois fugazes jamais

mãos dadas vamos avante
abrindo a estranha estrada
até onde o infinito deságua

e neste mergulho profundo
poderemos criar um mundo
sem terra sem ar e sem água.

Fred Matos

24 comentários:

Ana Martins disse...

Bravo... Um sonho que comanda a vida!!!!

Gostei muito!

Beijinhos,
Ana Martins

fred disse...

Obrigado, Ana. Deixa-me contente por gostar.
Beijos

Duanny!. disse...

Nossa!
muito lindo Fred.Os seeus poemas são perfeitos.

;D

Hercília Fernandes disse...

Belo e comovente, Fred. Não consegui deixar de sentir uma pontinha [ou ponte imensa] de tristeza.

Poesia também é despertar de consciência e senso de responsabilidade.

Bravo, poeta!

H.F.

Branca disse...

Perfeito!

Bom dia pra vc!

Mirse disse...

Belíssimo, Fred!

Um mundo novo, onde a eternidade é um instante entre dois fugazes jamais.
É na união e de mãos dadas que se concretiza quese tudo neste universo. Imagem poética linda demais!

Parabéns!

Forte abraço

Mirze

Janaina Amado disse...

Olá, Fred, estou aqui retribuindo a sua visita gentil ao meu blog. Bom conhecer gente nova!

yehuda disse...

poeta sempre que não sou capaz ser
me contento ler - te com prazer
abraço

Cosmunicando disse...

sensível, perfeito =)

Nanda Assis disse...

maravilha, isso.

bjosss...

Adriana disse...

É válido contar com outras fontes para criar um outro mundo, nem que seja só um mergulho. Bonito, Fred. Beijo.

Moça do Fio disse...

Sábio daquele que não deixa levar-se pelas convenções temporais.

Ser atemporal é viver mais. Sempre.

Belo poema.

Beijos.

fred disse...

A perfeição não existe, Duanny, mas fico muito contente por você gostar.
Obrigado.
Beijos

fred disse...

Obrigado, Hercília.
A sua leitura me alegrou.
Beijos

fred disse...

Bom dia, Branca, ou melhor: boa tarde.
Obrigado.
Beijos

fred disse...

Agradeço-lhe a visita, leitura e comentário, Mirse.
Beijo

fred disse...

Obrigado, Janaina. Espero que venha sempre.
Beijo.

fred disse...

Abração, Iosif.

fred disse...

Obrigado, Mercedes.
Contente com o seu retorno.
Beijos

fred disse...

Que bom que você gostou, Nanda.
Obrigado.
Beijos

fred disse...

Obrigado, Adriana.
A criação de um novo mundo é uma ambição inatingível, mas, acredito em Quintana que disse:
“Se as coisas são inatingíveis... ora!
Não é motivo para não querê-las...
Que tristes os caminhos, se não fora
A presença distante das estrelas!”


Beijos

fred disse...

Obrigado,Moça do Fio, pela visita, leitura, comentário e por tornar-se acompanhante do blog.
Beijo

Anônimo disse...

não precisar mais dos elementos básicos, os elementos são outros translúcidos fora do aqui.

"para meu antepassado nº serpente
2. Sacralização xamânica do cotidiano " - Roberto Piva


Muito bom querido fred!

fred disse...

Obrigado, Camila.
Seu comentário é sempre enriquecedor.
Beijos

pesquisar nas horas e horas e meias