quarta-feira, março 18

canção xamânica


Foto: Mário Cravo Neto


revelo-te no meu sorriso
o conhecimento antigo
que me tornas-te capaz:

nunca é tempo demais
e a eternidade é um instante
entre dois fugazes jamais

mãos dadas vamos avante
abrindo a estranha estrada
até onde o infinito deságua

e neste mergulho profundo
poderemos criar um mundo
sem terra sem ar e sem água.

Fred Matos

24 comentários:

Ana Martins disse...

Bravo... Um sonho que comanda a vida!!!!

Gostei muito!

Beijinhos,
Ana Martins

fred disse...

Obrigado, Ana. Deixa-me contente por gostar.
Beijos

Duanny!. disse...

Nossa!
muito lindo Fred.Os seeus poemas são perfeitos.

;D

Hercília Fernandes disse...

Belo e comovente, Fred. Não consegui deixar de sentir uma pontinha [ou ponte imensa] de tristeza.

Poesia também é despertar de consciência e senso de responsabilidade.

Bravo, poeta!

H.F.

Branca disse...

Perfeito!

Bom dia pra vc!

Mirse disse...

Belíssimo, Fred!

Um mundo novo, onde a eternidade é um instante entre dois fugazes jamais.
É na união e de mãos dadas que se concretiza quese tudo neste universo. Imagem poética linda demais!

Parabéns!

Forte abraço

Mirze

Janaina Amado disse...

Olá, Fred, estou aqui retribuindo a sua visita gentil ao meu blog. Bom conhecer gente nova!

yehuda disse...

poeta sempre que não sou capaz ser
me contento ler - te com prazer
abraço

Cosmunicando disse...

sensível, perfeito =)

Nanda Assis disse...

maravilha, isso.

bjosss...

Adriana disse...

É válido contar com outras fontes para criar um outro mundo, nem que seja só um mergulho. Bonito, Fred. Beijo.

Moça do Fio disse...

Sábio daquele que não deixa levar-se pelas convenções temporais.

Ser atemporal é viver mais. Sempre.

Belo poema.

Beijos.

fred disse...

A perfeição não existe, Duanny, mas fico muito contente por você gostar.
Obrigado.
Beijos

fred disse...

Obrigado, Hercília.
A sua leitura me alegrou.
Beijos

fred disse...

Bom dia, Branca, ou melhor: boa tarde.
Obrigado.
Beijos

fred disse...

Agradeço-lhe a visita, leitura e comentário, Mirse.
Beijo

fred disse...

Obrigado, Janaina. Espero que venha sempre.
Beijo.

fred disse...

Abração, Iosif.

fred disse...

Obrigado, Mercedes.
Contente com o seu retorno.
Beijos

fred disse...

Que bom que você gostou, Nanda.
Obrigado.
Beijos

fred disse...

Obrigado, Adriana.
A criação de um novo mundo é uma ambição inatingível, mas, acredito em Quintana que disse:
“Se as coisas são inatingíveis... ora!
Não é motivo para não querê-las...
Que tristes os caminhos, se não fora
A presença distante das estrelas!”


Beijos

fred disse...

Obrigado,Moça do Fio, pela visita, leitura, comentário e por tornar-se acompanhante do blog.
Beijo

Camila Vardarac disse...

não precisar mais dos elementos básicos, os elementos são outros translúcidos fora do aqui.

"para meu antepassado nº serpente
2. Sacralização xamânica do cotidiano " - Roberto Piva


Muito bom querido fred!

fred disse...

Obrigado, Camila.
Seu comentário é sempre enriquecedor.
Beijos

pesquisar nas horas e horas e meias