quarta-feira, abril 1

a música das horas e horas e meias



Nara Leão

Camisa Amarela




Composição: Ary Barroso


Encontrei o meu pedaço na avenida
De camisa amarela
Cantando a Florisbela, oi, a Florisbela
Convidei-o a voltar pra casa
Em minha companhia
Exibiu-me um sorriso de ironia
Desapareceu no turbilhão da galeria

Não estava nada bom
O meu pedaço na verdade
Estava bem mamado
Bem chumbado, atravessado
Foi por aí cambaleando
Se acabando num cordão
Com o reco-reco na mão
Mais tarde o encontrei
Num café zurrapa
Do Largo da Lapa
Folião de raça
Tomando o quarto copo de cachaça
Isto não é chalaça

Voltou às sete horas da manhã
Mas só na quarta feira
Cantando A Jardineira, oi, A Jardineira
Me pediu ainda zonzo
Um copo d'água com bicarbonato

O meu pedaço estava ruim de fato
Pois caiu na cama
E não tirou nem o sapato

E roncou uma semana
Despertou mal humorado
Quis brigar comigo
Que perigo, mas não ligo!
O meu pedaço me domina
Me fascina, ele é o tal

Por isso não levo a mal
Pegou a camisa, a camisa amarela
E botou fogo nela
Gosto dele assim
Passada a brincadeira
E ele é pra mim
Meu Sinhô do Bonfim


6 comentários:

Adriana Godoy disse...

Essa música é uma delícia. Conheço também na voz de Carmem Miranda, mas a preferência é a Nara, doce e suave.
Uma vez, meio bêbada, cantei essa música na mesa de um bar(em cima da mesa) e parece que agradou. Já faz muito tempo.
Gostei de sua lembrança. Beijo.

fred disse...

Eu adoro a Nara, Adriana.
Fiquei aqui sorrindo, imaginando a cena da mesa do bar.
Beijos

Sônia Brandão disse...

Gostosa de ouvir a voz suave de Nara. Tenho ouvido bastante coisa dela em vinil em casa ou na loja do meu filho (ele vende vinis e tem lá umas raridades).
Um abraço.

Batom e poesias disse...

Também gostei. Eu não consigo Postar Clipes e músicas no meu blog. Faço a maior confusão e nunca dá certo... rss
Estou quase desistindo.
Abracos
Rossana

fred disse...

Sônia,
Quando eu era adolescente, sonhava ter, ou em trabalhar em uma loja para vender discos. Na época não existia CD. Não deu, a vida encaminhou-me para outras direções, mas a paixão me levou a fazer uma boa coleção de vinis da qual ainda resta algumas centenas de discos no apartamento que temos em Salvador, onde mora o meu caçula. Alguns foram “levados” outros vendidos. Tenho cogitado comprar um tocador de LP e mandar trazer meus discos, o problema é que enquanto não me aposentar a possibilidade de nova mudança é sempre grande.
Agradeço-lhe a visita e comentário.
Abraço

fred disse...

Rossana,
Na página do YouTube, você vai encontrar (lado direito) duas linhas de link: a primeira é URL, a segunda INCORPORAR: copie a segunda e cole na área da mensagem do blog e está feito.
Não desista.
Beijo

pesquisar nas horas e horas e meias