quarta-feira, abril 29

o filme da minha vida





Infelizmente deixei para a última hora e não vou poder caprichar, como pretendia. A postagem vai, portanto, "nas coxas" porque amanhã é o último dia e provavelmente não poderei acessar a Internet: viajarei para Salvador onde fico até a próxima segunda-feira. Domingo é aniversário do meu caçula e é de lei festejar com ele.

Não é fácil escolher um filme apenas: lembrei-me de "Sonhos", de Kurosawa; de "Amacord, de Fellini; de tantos outros que não canso de assistir, mas o filme da minha vida é "Az Pprijde Kocour" , título traduzido para o inglês  como "That Cat", e para português como "Um dia, um Gato". 

Trata-se de uma produção Tcheca, de 1963, com direção de Vojtech Jasny e que tem o elenco formado por: Václav Babka, Jirina Bohdalová, Pavel Brodsky, Vlastimil Brodský, Vlasta Chramostová, Dana Dubanska, Karel Effa, Ladislav Fialka, Tonda Krcmar, Alena Kreuzmannová.

É uma história simples e poética que denuncia a hipocrisia humana através do olhar de um gato, que usa óculos porque quando não o está usando tem o poder de mudar a cor das pessoas à sua volta de acordo com o caráter ou o sentimento delas: amarelo é a cor da infidelidade, cinza dos larápios, roxa dos hipócritas, trapaceiros, egoístas e mentirosos, vermelho dos apaixonados... Evidentemente que isso causa polvorosa no povoado, mas faz a alegria das crianças e das pessoas que tem bons sentimentos.

Eu assisti a este filme em Salvador, em 1965 ou 1966, no Cine Guarani, mais tarde Cine Glauber Rocha, em uma das matinês dominicais do Clube de Cinema da Bahia, na época dirigido por Walter da Silveira, figura ímpar da cultura baiana. Eu tinha, então, 13 ou 14 anos, e o filme ficou para sempre gravado na minha memória. Muitos anos depois, eu zapeava os canais da televisão e peguei o filme do meio para o fim, se não me engano, na TV Bandeirantes. Nunca o encontrei à venda e é raro que ouça falar dele, 

Felizmente encontrei trechos no YouTube. Assistam também vocês ao "Filme da minha vida"

Até a volta.


Este post faz parte da Blogagem Coletiva - O Filme da Minha Vida. 

48 comentários:

Carmem disse...

Esse filme é maravilhoso...!

Boa viagem e volta logo!...

Beijo

fred disse...

Obrigado, Carmem.
Beijos

Nanda Assis disse...

boa dica
*boa viagem*
de um abroço no filhão por mim.

bjossss...

Mari Amorim disse...

Fred,cada vez que vc fala em Salvador ,dá uma saudade,tb particiei dessa blogagem,muito bom teu filme.
Um abraço em teu filho.
beijão
Mari

Du disse...

Adorei!!!

Beijos!

Mirse disse...

Fred, esata é a verdadeira arte!

Quisera ter um óculos desse do gatinho.

Seria bem mais fácil selecionar amizades!

Excelente!

Feliz aniversário para o seu pequeno!

Beijos

Mirse

Vanessa disse...

Que beleza, não sabia deste filme. Obrigada por apresentá-lo.

Abraço

On The Rocks disse...

pô fred, não tô em salvador.

cheguei ontem a cruz das almas e fico aqui até o final da próxima semana.

perdi esta oportunidade para brindarmos!

fica pra próxima.

parabéns pro caçula!

abs

tertulías disse...

Mas que maravilha!!!!!!!!!!! Fascinante!!!!!!!!!

nina rizzi disse...

oi fred :)

os filmes citados, sobretduo o sonhos, são dos mais queridos "da minha vida". mas este não conhecia, e que favor me fez! só de ler já deu água na boca e estes trechos são incríveis. se tivesse tv iria agorinha mesmo atrás de um exemplar nas blockbusteres da vida...

renato teixeira é um dos meus preferidos também. e a suruba poética me deixou querendo ler mais pat clemente.

beijo e bom fim de semana. ah, e felicidades ao moçoilo :)

Luísa disse...

Quem não gosta de Felinni, não gosta de cinema!
Beijinho terno!

Cafundó disse...

Oi, Fred! Eu adoro esse nome: Fred... Bem, eu queria mesmo ver este filme. Tem um filme que me marcou muito, fui com meu pai na infância tb no Guarany: Inocência com Fernanda Torres e mais tarde Cinema Paradiso.
Um beijo, um queijo e uma folhinha de alface.

poetrilhas disse...

sim
eis o que nós poetrilhas
indicamos
sejam em cápsulas
seja em poetricina

a ludicidade
a soltar os mares
que celam
as praias da liberdade

viva fred!

não somos totalmente livres
mas muito poucos estão tão perto

goze a vida e ri do resto

Prity disse...

Um dos fimes da minha vida é Cine Paradiso, amei e chorei muito! Lindo demais.

Boa viagem!!!

coisas que vi e vivi disse...

FRED vc simplesmente é fantástico, eu imagino, como seria incrível uma tarde lhe escutando. pois vc me deixa maravilhada com suas poesias e textos. Vou aproveitar o feriado para por em dia minhas leituras no seu blog e as novidades da internet.
Boa viagem!!! E um feliz aniversário para o filhote.
LI
PS: adoraria ter os olhos deste gato....kkkk

Nanda Botelho disse...

Se vc faz assim quando faz nas coxas, vou querer ver quando vc fizer bem feito!

Original até no filme! Desconhecidíssimo para mim!

Gostei do tema!

Quando voltar dá uma passada no meu blog, eu também estou participando!

Abraço!

Fernanda! disse...

Delicia de filme!

Fred querido, estou passando pra te desejar um otimo feriado e um final de semana perfeito!


Bjos de luz!

Batom e poesias disse...

Intrigante esse filme, Fred!

Acho que somos na verdade, uma palheta de todas as cores. Um arco-íris em que algumas delas podem predominar por algum motivo momentâneo...

Meu filme é "Sonhos" de Akira Kurossawa.

bjs
Rossana

P.S.: Não vi ninguém verde...

Gisele Amaral disse...

Um acahado mesmo a tua indicação! A história é fantástica e deve ser divertido.

Uma boa viagem!
Beijos!
=*

yehuda disse...

vida longa pro caçula e felicidade pra família dele, leva meu abraço e boa viagem

adelaide amorim disse...

Que grandes estragos esse gato deve ter causado, não? Ouvi muito falar desse filme, mas não consegui assisti-lo. O vídeo já deu pra ter uma ideia da originalidade e do bom uso dos recursos do cinema.
Espero que o aniversário do caçula tenha sido ótimo.
Abraço pra você.

Adriana disse...

confesso q não vi o filme, compenso gora com essa amostra do you tube...vva a internet!

Lola disse...

Oi fred!
obrigada pelo comentário, concordo com voce, escrevo pra abrir espaço, pra desanuviar a cabeça. As palavras os sentimentos precisam ir para outro lugar.
é como vomitar, acho.

O filme parece muito interessante, procurarei.
beijos :*

malmal disse...

Bom né?
Gostei da escolha...

tenho o filme em DVDx, se vc quiser te mando o link pra baixar...


bijok

Parabéns pra criança rsrsrs

fred disse...

O filhão deve ter visto o seu recado, Nanda. A viagem foi ótima, obrigado.
Beijos

fred disse...

Quando colocar o serviço em dia, vou tentar arranjar tempo para “ver” os filmes das vidas dos amigos que participaram.
Obrigado, Mari.
Beijos

fred disse...

Agradeço-lhe, Du, por me visitar e comentar.
Volte sempre.
Beijos

fred disse...

Se as pessoas pudessem enxergar como este gato, talvez o mundo fosse um lugar melhor para se viver.
Obrigado, Mirse
Beijos

fred disse...

Se tiver oportunidade de assistir, assista-o, Vanessa. Tenho certeza que vai gostar.
Obrigado.
Abraço

fred disse...

Uma pena mesmo, Tarcisio, mas não há de faltar oportunidade para este brinde.
Abração.

fred disse...

Agradeço-lhe, Tertúlia.
Volte sempre.
Abraços

fred disse...

Já publiquei um poema da Pat Clemente, Nina

Esta neste link: http://eumeuoutro.blogspot.com/2008/09/sensatez.html

Prometo colocar outros.
Obrigado,
Beijos

fred disse...

Também gosto de Felini, Luísa, mas vamos convir que é possível haver gente que goste de cinema e não goste dos filmes de Felini.
Obrigado pela visita e comentário.

Beijos

fred disse...

Agradeço-lhe, Alyne, pela visita, comentário e por tornar-se acompanhante.
Beijos

fred disse...

Contente pela visita, poetrilhas.
Abraços

fred disse...

Obrigado, Prity
Beijocas.

fred disse...

Exagero seu, Li.
Agradeço-lhe.
Fico aqui pensando que talvez não fosse bom ter olhos assim.
Beijos

fred disse...

Vou ao seu blog, sim, Nanda.
Agradeço-lhe a visita e comentário.
Volte sempre.
Beijos

fred disse...

Obrigado, Fernanda.
Felicidades também pra você.
Beijos

fred disse...

Você tem razão, Rossana: ninguém é exclusivamente um sentimento apenas.
“Sonhos” teria sido o escolhido, se não pesasse o fato de que “um dia, um gato” está marcado na minha memória desde a infância.
Obrigado.
Beijos

fred disse...

Obrigado, Gisele.
Beijos

fred disse...

Obrigado, Iosif.
Abração

fred disse...

Foi ótimo, Adelaide.
Se puder ver o filme, veja-o.
Obrigado, amiga.
Beijos

fred disse...

É, Adriana.
Viva a Internet.
Obrigado, querida.
Beijos

fred disse...

Procure, sim, Lola: você vai gostar.
Agradeço-lhe a visita e comentário.
Beijos

fred disse...

Eu quero, Malmal. Claro que quero: me mande o link por e-mail.
Obrigado.
Beijão.

malmal disse...

feito...

fred disse...

Obrigado, Malmal.
Tentei baixar ontem, mas dizia que o meu IP já estava baixando.
Hoje tento outra vez.
Beijos.

pesquisar nas horas e horas e meias