segunda-feira, maio 18

a música das horas e horas e meias



Gal Costa

Tropicalia





Composição: Caetano Veloso


Sobre a cabeça os aviões
Sob os meus pés os caminhões
Aponta contra os chapadões, meu nariz
Eu organizo o movimento
Eu oriento o carnaval
Eu inauguro o monumento
No planalto central do país
Viva a bossa, sa, sa
Viva a palhoça, ça, ça, ça, ça

O monumento é de papel crepom e prata
Os olhos verdes da mulata
A cabeleira esconde atrás da verde mata
O luar do sertão
O monumento não tem porta
A entrada é uma rua antiga, estreita e torta
E no joelho uma criança sorridente, feia e morta estende a mão
Viva a mata, ta, ta
Viva a mulata, ta, ta, ta, ta

No pátio interno há uma piscina
Com água azul de Amaralina
Coqueiro, brisa e fala nordestina e faróis
Na mão direita tem uma roseira
Autenticando eterna primavera
E no jardim os urubus passeiam
A tarde inteira entre os girassóis
Viva Maria, ia, ia
Viva a Bahia, ia, ia, ia, ia

No pulso esquerdo o bang-bang
Em suas veias corre muito pouco sangue
Mas seu coração balança a um samba de tamborim
Emite acordes dissonantes
Pelos cinco mil alto-falantes
Senhoras e senhores ele pões os olhos grandes sobre mim
Viva Iracema, ma, ma
Viva Ipanema, ma, ma, ma, ma

Domingo é o fino-da-bossa
Segunda-feira está na fossa
Terça-feira vai à roça
Porém, o monumento é bem moderno
Não disse nada do modelo do meu terno
Que tudo mais vá pro inferno, meu bem
Que tudo mais vá pro inferno, meu bem
Viva a banda, da, da
Carmem Miranda, da, da, da, da




6 comentários:

A garota do copo d'gua disse...

mpb, beleza atemporal.
sempre vaendo a pena a visita!

boa semana
;*

fred disse...

Obrigado, garota.
Ótima semana pra você também.
Beijos

Mirse disse...

Olá Fred!

Essa família é toda genial, Gal, Bethania e Caetano dão sempre um show.

Mas fiquei impressionada com o Cello! O cara toca muito!

Bom gosto e bela escolha a sua!

Parabéns!

Abraços

Mirse

fred disse...

Mirse,
O cara é Jacques Morelenbaum,
violoncelista, arranjador, maestro, produtor musical e compositor, presença constante nos discos e shows de Caetano.
De fato, toca muito e faz arranjos belíssimos.
Claro que você sabe que Gal, apesar de baiana, não é parente de Bethânia e Caetano.
Agradeço-lhe a visita e comentário.
Beijos

Compulsão Diária disse...

sim. Tropícália foi a máxima da revolução intermediária.
Mediações entre o branco e preto, velho e novo, moderno e pós...tudo.
sutilezas no título do post; Eu vi;)

fred disse...

Agradeço-lhe, Compulsão, pela visita e comentário.
Beijos

pesquisar nas horas e horas e meias