quinta-feira, outubro 1

o louco e o poeta






para Mauricio Rosa de Almeida


no átimo de uma vida
traçada com o fio do acaso
na árdua estrada ilógica,
seguem, o louco e o poeta,
alargando as margens da rota.

vão, no limite que criam,
tornando concreto o fantástico,
semeando sonhos e alegrias,
mesmo com a alma em pedaços,
porque sabem que tudo é falso.

sabem que a vida é alegoria,
conhecem o sabor do fracasso
e que toda glória é vazia,
mas seguem: ampliando espaços
para uma nova teogonia.




Fred Matos
publicado em "Anomalias".
Editora Kelps
Setembro/2002


ilustração: "Pair of Shoes, A, 1886" Van Gogh

26 comentários:

Jacke disse...

... "semeando sonhos e alegrias"...
Que coisa mais gostosa de se ler.
Abraço

L. Rafael Nolli disse...

Uau! Muito bom Fred! Alargando o horizonte!

Ana Paula disse...

Do que tenho lido, quando aqui passo, e que é seu, concluo pela beleza e qualidade da sua poesia.

Obrigada, Fred :)

Wania disse...

De louco todo mundo tem um pouco... de poeta, nem tanto, mas sigamos alargando as margens da rota!

Sempre muito bom te ler, Fred!

Bjinhos

Lara Amaral disse...

Vc tira as palavras, não da nossa boca, mas da nossa alma, e ainda as transforma num poema lindo assim.
Beijos.

Anita Mendes disse...

que saudades de passar por aqui, fred!
tua poesia é sempre insana! (e isso é elogio!)rs
beijos pra ti, Anita.

sueli aduan disse...

..porque sabem que tudo é falso.
sabem que a vida é alegoria,

que belo(todo ele),mas esses dois versos, a mim ,são de uma beleza "estonteante".

é sempre bom "entrar" aqui.
abs

myra disse...

fico sempre encantada de vir aqui e ver o que voce escreve e mostra, um abraço forte

Mariana Botelho disse...

muito bom poema, fred.

me lembrei de um poema da líria, "rupestre": ela louca, ele poeta...rsrs

beijo

Clarinhaaa disse...

... infeliz seria
o Louco e o Poeta
se nada ocultaria...


beijinhos
OBS: fazia tempo que não respirava desse ar!
quero mais! eheheh

bjinhos

Fred Matos disse...

Obrigado, Jacke.
Deixa-me contente que você goste.
Beijos

Fred Matos disse...

A sua visita, leitura e comentário é que alarga o horizonte do poema, Rafael.
Abração

Fred Matos disse...

E eu concluo pela sua generosidade, Ana Paula.
Obrigado.
Beijos

Fred Matos disse...

Sigamos, sim, Wania.
É bom te ler também.
Obrigado.
Beijos

Fred Matos disse...

Seu comentário me comoveu, Lara.
Obrigado.
Beijos

Fred Matos disse...

Pois é, Anita. Fazia mesmo muito tempo que não te via aqui. Bom que tenhas vindo.
Obrigado.
Beijos

Fred Matos disse...

E é sempre bom receber a sua visita, leitura e comentário, Sueli.
Obrigado.
Beijos

Fred Matos disse...

É a sua amizade que me encanta, Myra.
Obrigado.
Beijos

Fred Matos disse...

Que alegria te ver aqui, Mariana.
Obrigado, amiga.
Beijos

Fred Matos disse...

Devia vir mais vezes, Clarinha.
Obrigado.
Beijos

Duanny!. disse...

Liindo!
ja tava com saudades daqui.
gosto de te ler ^^

Fred Matos disse...

Já que gosta, devia vir mais vezes, Duanny.
Obrigado.
Ótimo fim de semana pra você.
Beijos

Talita Prates disse...

Um show!

Lembrei-me de Quintana:

- Eu amo o mundo!
- Eu detesto o mundo!
- Eu creio em Deus!
- Deus é um absurdo!
- Eu vou me matar!
- Eu quero viver!
- Você é louco?

- Não, sou poeta.

Bjo! :)

Fred Matos disse...

De Quintana eu nunca me esqueço, Talita.
Obrigado por vir, por ler e por comentar.
Ótimo fim de semana.
Beijos

Ianê Mello disse...

É verdade, ao louco e ao poeta é dada a ousadia de se lançar de alma e corpo, sempre superando seus próprios limites.
É sempre bom passar por aqui e sentir a sua alma de poeta.
Aproveitando a oportunidade, agradeço sua presença em meu blog e seus comentários sempre incentivadores. Beijos.

Ianê Mello disse...

É verdade, ao louco e ao poeta é dada a ousadia de se lançar de alma e corpo, sempre superando seus próprios limites.
É sempre bom passar por aqui e sentir a sua alma de poeta.
Aproveitando a oportunidade, agradeço sua presença em meu blog e seus comentários sempre incentivadores. Beijos.

pesquisar nas horas e horas e meias