quinta-feira, outubro 22

plano


não sei quem é o autor da foto



um dia ainda me torno
poeta parnasiano

mas vamos,
vamos,
vamos
mudar o lado do disco
porque antes, o meu plano
é ser artista de circo



Fred Matos

18 comentários:

Marcos Satoru Kawanami disse...

ah, o teu disco tem lado B? tô sacando...


=D
marcos

Hercília Fernandes disse...

..."ser artista de circo" me parece uma excelente opção, Fred.

Voos, acrobacias e brincos aprazem à criação poética. Mesmo que se abrace, em algum momento, ritos escolares...

Mais um belo poema.

Beijos :)
H.F.

Adriana Godoy disse...

Fred, me leva junto? Delícia de poema. Bj

Lara Amaral disse...

Quem não é artista de circo neste mundo cheio de malabarismos? =).

Beijos!

Fred Matos disse...

Tem B, C, D, E... (risos), Marcos, porque

é suposto que voe
o que é alado.
é suposto ser poema
o que é rimado.

e cada um ao seu modo
constrói sua fantasia
erige a sua verdade
por dicotomias:

se não é noite é dia
se não é alegre é triste
se não é campo é cidade.

aqui da minha janela
aberto a qualquer melodia
decido-me pelos dados
que mesmo tendo seis lados
não tem nenhum errado
ou que se preste a teorias.


Obrigado por vir, ler e comentar.

Abração

Fred Matos disse...

Claro que é uma excelente opção, Hercília. No circo faço quase tudo: trapezista, malabarista, contorcionista, palhaço... Só não mesmo domador de feras porque não gosto de bichos presos.
Obrigado, amiga.
Beijos

Fred Matos disse...

Também gostei deste, Adriana, e gostei que você gostasse e agradeço por ler e comentar.
Beijos

Fred Matos disse...

Quem não é não se safa, Lara.
Obrigado pela visita, leitura e comentário.
Beijos

Batom e poesias disse...

"A minha vida é um circo, sou acrobata na raça, só não posso ser palhaço, porque eu vivo sem graça..."

Adorei Fred.
Estava com saudade da tua casa.
bjs
Rossana

Wania disse...

Que amadico este teu poema, Fred!

E parece mesmo que os poetas tem sempre muitos discos...ops, planos!!!!

Bjinhos

Fred Matos disse...

Que bom que você gostou, Rossana.
Não fique com saudades: venha sempre (risos).
Obrigado, amiga.
Beijos

Fred Matos disse...

É vero, Wania.
Agradeço-lhe mais esta visita, leitura e comentário.
Beijos

myra disse...

sabe acho que de algum modo somos todos cirqueiros de um enorme circo, que as vezes, nao è tao bom...pelo menos em alguns lados. onde tem palhaços, que ja nao fazem rir...como aqui, por ex...
adorei...
beijos,

Priscila Manhães disse...

você é um poeta e tanto!

um beijo, fred!

Fred Matos disse...

É verdade, Myra, mas, apesar de tudo, ainda há coisas que nos fazem sorrir.
Obrigado, amiga.
Beijos

Fred Matos disse...

Vindo de quem conhece o supra-sumo da poesia, o seu é um grande elogio, Pri, e agradeço-lhe por ele, mesmo sabendo que a sua avaliação está "contaminada" pela amizade.
Beijos.

M.M disse...

Adorei!

Fred Matos disse...

Deixa-me contente que você tenha gostado, Márcia. Espero que volte sempre. Agradeço-lhe pela visita, leitura e comentário.
Beijos

pesquisar nas horas e horas e meias