sexta-feira, outubro 23

diálogo



foto: Fred Matos


Um blog que visito regularmente é o Bar do Bardo do poeta amigo Henrique Pimenta. Em uma destas visitas encontrei este ótimo soneto:


Suspense...

A casa está vazia para a vida.
Não há nada que mova, nenhum cão.
A louça da madame, recolhida.
Os pratos da família, à coleção.

O som que vem de fora, com a devida
Fúria, ricocheteia no zarcão
Das grades da janela apodrecida,
Silencia-se à muda confissão.

Parede com o relógio, tique em taque...
Retrato com o refúgio, piquenique...
As sombras estão prontas para o ataque,

São contra a ausência gélida de Henrique
Que volta de uma prática de araque,
O culto por que a carne purifique.

Henrique Pimenta


Sem o mesmo talento do amigo deixei um no comentário e depois vi com alegria que o Henrique editou o post para publicar o diálogo. É este:


Soneto para o Bardo


A prática - de araque? - de Henrique
Parece que de araque não tem nada
Pois nada há - meu deus - que justifique
Não crer que se trate de piada

Penso que cultua a carne crua
Que viva vai com ele ao piquenique
Onde como um bom ator atua
Até que a dama nua dê chilique

Por isso é que a casa está sem vida
O cão sumiu correndo atrás do rabo
De uma cadela ou de um prato de comida

E o leitor intrigado chega ao cabo
Deixando um grande abraço na saída
Nos versos dum soneto de quiabo.


Fred Matos



14 comentários:

Lara Amaral disse...

Eu havia lido lá o seu soneto. O diálogo ficou ótimo, Fred. Vcs são mestres.

Beijos.

Raiana Reis disse...

Olá, vi que se tornou seguidor dos meus blogs e vim agradecer, desejar boas vindas... Gosto muito de literatura e aqui é um dos locais bons para estar pela net, gostei!!
Abraços!

Wania disse...

D...iálogo entre Titãs!!!!


Ficou genial, mas conhecendo estes dois interlocutores, só poderíamos esperar isso!!!!

Bjão para dois!

Mirse Maria disse...

Maravilhoso esse diálogo de sonetos!

E com que maestria, Fred, você o fez! Esse precisa ser emoldurado!

Beijos

Mirse

Fred Matos disse...

O Henrique é mestre, Lara, eu sou só um cara esforçado.
Obrigado pela visita, leitura e comentário.
Beijos

Fred Matos disse...

São muito bem feitos os seus blogs, Raiana. Parabéns!
Fico contente por você ter gostado do meu: volte sempre.
Beijos

Fred Matos disse...

Bondade sua, Wania.
Obrigado.
Beijos

Fred Matos disse...

Da parte que me toca o seu comentário é um exagero, Mirse (risos). Exagero que agradeço.
Beijos

Mariana Botelho disse...

diálogo melhor não haveria entre poetas que não fossem assim tão grandes como estes.

Fred Matos disse...

Mas se fossem? (risos)
Obrigado, Mariana.
Bom te ver aqui
Beijos

BAR DO BARDO disse...

Não vamos discutir. O seu soneto é muito bom! Continuemos, pois, dialogando...

Uma honra figurar aqui.

Abraço, Fred!

Fred Matos disse...

Honra minha tê-lo aqui, Henrique, e a sua amizade.
Abração

Pati Grottone disse...

meu queixo caiu...rs

=)

Fred Matos disse...

Agradeço-lhe pelo soneto que me toca, Pati.
Beijos

pesquisar nas horas e horas e meias