terça-feira, outubro 6

pontos de vista


foto: Mário Cravo Neto


o demônio estendeu seu manto negro
abriu-me as portas do mundo ardente
porque - coitado - muito velho e doente
precisa urgentemente de substituto

eu lhes digo francamente
que não foi o baixo salário
nem as más condições de trabalho
que me fizeram recusar o cargo

o que me incomodou foi o chocalho
que eu teria pendurado ao pescoço
e também que no horário do almoço
eu não teria tempo para a sesta

no céu me tomaram por bom moço
e deus me chamou para uma entrevista
só espero que ele não insista
que eu use roupas de vigário

eu tenho meus pontos de vista
não aceito regras anacrônicas
muito menos reger a filarmônica
e o coro de anjos desdentados.


Fred Matos

26 comentários:

Adriana Godoy disse...

Adorei, Fred....tem um quê de literatura de cordel...santo ou demônio, todos temos os dois, né não? beijo.

Elizabeth F. de Oliveira disse...

Muito interessante o poema. Tomara mesmo que o demo se aposente desta vida, que estamos todos precisando de uma folguinha.

Agradeço a visita.

Abraços,

Fred Matos disse...

Temos sim, Adriana.
Bom que você gostou.
Obrigado
Beijos

Fred Matos disse...

Já se aposentou, Elizabeth: ele não aguentou a concorrência com alguns seres (des)humanos.
Agradeço-lhe por vir, ler e comentar.
Beijos

ma grande folle de soeur disse...

Fabuloso! :) Abraço

Fred Matos disse...

Sim, " ma grande folle de soeur", é uma fábula e, com esta acepção, é preciso o seu comentário, que agradeço comovido, bem como a sua visita e leitura.
Beijos

Lara Amaral disse...

Homem de opiniões firmes! Ninguém te manda, nem Deus em o diabo! hehe... Gostei, poeta. Grande beijo!

Fred Matos disse...

Só Dila, a minha mulher, que manda em mim, Lara.
Tomara que ela não leia, porque vai dizer que eu estou mentindo, mas juro que é a mais pura verdade: ela tem um jeito de mandar que nem parece que está mandando. (risos).
Agradeço-lhe por vir, por ler e por comentar.
Beijos

Duanny!. disse...

Um toque sinistro que deixou tudo mais agradável e envolvente.
parabéns..
adorei Fred.

;*

Fred Matos disse...

Obrigado, Duanny. Fico contente por você gostar.
Beijos

Lara Amaral disse...

Que bom que sua mulher tem o dom de ser sutil. Pq mulher é bicho que manda mesmo. E abençoado o homem que entende isso, hehehe... Grande abraço!

Wania disse...

É isso mesmo Fred, não aceite.
Não vá contra seus pontos de vista, não compensa!
Mereces coisa bem melhor... rsrsrsrsrsrsrs!

Querido, genial este teu ponto de vista poético do "Demo"!
Adorei!

Tomara que este "cargo" não seja preenchido, mas...sabe como são as coisas, tem gente pra tudo... até pra usar no pescoço chocalho, vestir roupa de vigário, reger a filarmônica e o coro de anjos desdentados... rsrsrs!

Beijos celestiais pra ti!!!

Mariana Botelho disse...

ótimo, fred! rss

Fred Matos disse...

"abençoado o homem que entende isso"

Amem!, Lara (risos).

Beijos

Fred Matos disse...

"Não vá contra seus pontos de vista, não compensa!"

Nunca compensa, Wania.

Deixou-me contente a sua visita, leitura e, sobretudo, a generosidade do comentário.

Beijos

Fred Matos disse...

Que bom que você gostou, Mariana.
Agradeço-lhe por vir, ler e comentar.
Beijos

Úrsula Avner disse...

Poxa Fred, quanta (ins)piração... Poema bem versejado e lúdico. Gostei muito. Grande abraço.

Fred Matos disse...

Obrigado, Úrsula.
Deixa-me contente que você goste e pela presença aqui no blog.
Beijos

Sophia disse...

Mudei de casa :) Visita-me^
http://coracaosemeadonopeito.blogspot.com/

(vozesdemim)

Adriana Karnal disse...

Fred,
delícia de soneto,criativo, bem humorado...afinal que ´santo em meio a tantos caldeirões acesos por aí?muito bem escrito mesmo!

Mara faturi disse...

ADOREIIII...
Ainda ontem estava ouvindo Zeca Baleiro e lembrei agora " o cara mais undergroud que eu conheço é o diabo" ...rsrs
*gracias pela visita no per-temopus e belo belo poema deixado; amei!
bjo

BAR DO BARDO disse...

tadinho dos anjos...

mas a poesia os merece como tal.

bom texto, fred!

Fred Matos disse...

Já visitei e faz tempo que acompanho, Sophia.
Beijos

Fred Matos disse...

Obrigado, Adriana.
Beijos

Fred Matos disse...

Obrigado, Mara.
Nem sempre me manifesto, mas visito sempre o "per-tempus"
Beijos

Fred Matos disse...

Grato, Henrique.
Grande abraço.

pesquisar nas horas e horas e meias