sábado, dezembro 5

prece à pedra




Foto: Mário Cravo Neto


uma pedra é uma pedra
apenas uma pedra
ínfima partícula
substância do universo

olhando-a mais próximo
podemos supor porém
um estro na pedra
tal supomos almas humanas

podemos supor
que apesar da evidente imobilidade
a pedra é matéria viva
em permanente atividade

podemos supor
que a pedra não percebe
mas supõe a existência
da nossa fútil e fugaz espécie

pois suponho que supor
qualquer um seja capaz
e que mesmo uma simples pedra merece
uma canção, um poema, uma prece


Fred Matos

16 comentários:

Bruna Mitrano disse...

Tirar versos de pedras...que trabalho mais louvável esse o seu, meu caro poeta.

Sônia Silvino disse...

Olá, amigo!
Poeta de verdade se sensibiliza sobre qualquer assunto. Parabéns pelo poema!
Bom domingão!

myra disse...

as pedras sao para mim almas encarceradas...tenho um montao delas, e sabe, gosto tanto delas que as vezes, me dou conta que estou falando com elas..cada uma tem uma historia..
e teu poema, é muito, muito bom, bjs

Adriana Godoy disse...

e que rolem as pedras e que possam trazer belos poemas como esse. Beijo.

Fred Matos disse...

Vejo que somente uma prece à pedra é capaz de produzir o milagre da sua visita, Bruna. Espero que não seja preciso que eu escreva um catecismo inteiro, um livro de orações, quiçá uma nova bíblia para vê-la aqui mais constantemente.
Obrigado, amiga, por vir, ler e comentar.
Ótimo domingo.
Beijos

Fred Matos disse...

Obrigado, Sônia.
Ótimo domingo pra você também.
Beijos

Fred Matos disse...

Que bom que você gostou, Myra.
Pois é, ontem me ocorreu esta hipótese das almas nas pedras, pelo que vejo você me antecedeu.
Obrigado pela visita, leitura e comentário.
Ótimo domingo
Beijos

Fred Matos disse...

Sim, Adriana, há também as pedras que rolam, os seixos e os eternos Rolling Stones.
Agradeço-lhe por vir, ler e comentar.
Ótimo domingo
Beijos

Mari Amorim disse...

Fred,
gostei muito,
bjs
Mari

Fred Matos disse...

Obrigado, Mari.
Contente com a sua visita, leitura e comentário.
ótima semana.
Beijos

Larissa Bohnenberger disse...

Com certeza merece. A beleza está nas coisas simples.

Lindo poema, linda suposição.

Fred Matos disse...

Agradeço-lhe a visita, leitura e comentário, Larissa.
Ótima semana.
Beijos

Isadora M. disse...

obrigada, fred!

parabéns pelo blog!
=)

Fred Matos disse...

Sou eu que agradeço, Isadora.
Beijos

Mirse Maria disse...

Como leitora de Manoel de Barros, é na pedra que simbólicamente durmo, pois ela guarda melhor os segredos que o travesseiro.

A pedra para mim é preciosa tanto quanto esse maravilhoso Poema!

Paranéns, amigo!

Beijos

Mirse

Fred Matos disse...

Obrigado, Mirse.
Fico contente por vê-la aqui.
Beijos

pesquisar nas horas e horas e meias