segunda-feira, janeiro 25

modinha catarina




para nina rizzi, poeta que é
amiga também


foto: Mário Cravo Neto


um bosque de pedra e de espinhos
no rubro raso cáustico da catarina
é a parte que me cabe no paraíso
que a brisa do brasil não beija nem balança
mas boceja sob um anil eternamente estio
que nenhuma nuvem pastoreia
e onde homem algum com algum juízo
ergue casa, cria bode, semeia

mas se tocou-me − e tocou-me de meia −
ao sócio crédito rural, a mim a areia
deste bosque esquecido de verde e de água
é minha, não dele, a maior riqueza:
os diamantes cintilando no céu da madrugada.

é então que da minha alma ressequida
esvaecem as trevas e toco na velha viola
esta modinha que celebra a minha vitória


Fred Matos

38 comentários:

nina rizzi disse...

oh, fred! que Coisa mais rica! :)
a começar pela foto que seria um ideal pra davi de michelangelo, um jão, desses, como nós, que sobrevivem todos os dias...

e o poema, que dizer do poema?! que eu gostava de ter escrito e oferecer de volta oa meu povo, aos irmãozinhos da terra? é pouco: eu o guardo na minha caixinha de cristal invisível, como joia, obra-prima.

obrigada, obrigada. e um beijo, dois cheiros :)

nina rizzi disse...

ah, sim, catarina é um nome de personahem minha, e é como eu gostaria de me chamar... rsrs

patricia disse...

Fred, he pasado para dejarte un saludo, siempre es un gusto pasar por aquí.
un abrazo.

Fabio Rocha disse...

Um diamente cintilando nos céus, amigo Fred! Abração

Fred Matos disse...

Eu fico mesmo muito contente por você gostar do poema, Nina. Eu o dediquei a você porque, à medida que ele me vinha, parecia-me "a sua cara" (risos).
Coincidência é que você tenha uma Catarina personagem e que queria ter esse nome. A referencia do poema é ao "Raso da Catarina", que se situa na área mais seca da Bahia e tem este nome em homenagem a uma antiga moradora e líder local de nome Catarina. Quem sabe um dia, em algum lugar deste sertão nordestino, surja um "raso da Nina Rizzi"? Pensando bem, melhor será que seja um lugar fértil e bem servido de água onde os assentados possam plantar e criar, além de tocar viola, mas que nunca abandonem a poesia.

Beijos, poeta.

Fred Matos disse...

Obrigado, Patricia, a sua visita é sempre motivo de alegria.
Ótima semana.
Beijos

Fred Matos disse...

Obrigado, Fabio.
Fico contente por você gostar.
Ótima semana.
Abração

Ana Paula Duarte disse...

"que a brisa do brasil não beija nem balança
mas boceja sob um anil eternamente estio"

Adorei esse trecho!
Parabéns pela belíssima postagem, sua lírica é maravilhante*
Abraço.

Michele disse...

Participe da PROMOÇÃO "O Albatroz Azul", uma parceria dos blogs Compartilhando Leituras e Amante dos Livros e Afins. ACESSE JÁ amantedoslivroseafins.blogspot.com e PARTICIPE DESSA PROMOÇÃO IMPERDÍVEL!

Fred Matos disse...

Ana Paula,

Seu comentário dá-me a chance de esclarecer que neste trecho que você destacou estou citando o poema "Navio Negreiro" de Castro Alves, especificamente esta estrofe:

"Auriverde pendão de minha terra,
Que a brisa do Brasil beija e balança,
Estandarte que a luz do sol encerra
E as promessas divinas da esperança...
Tu que, da liberdade após a guerra,
Foste hasteado dos heróis na lança
Antes te houvessem roto na batalha,
Que servires a um povo de mortalha!..."


O verso "Que a brisa do Brasil beija e balança é considerado por muitos como o mais belo da poesia brasileira.

Agradeço-lhe a oportunidade que me deu e, também, pela visita, leitura e comentário.

Volte sempre.

Beijos

Fred Matos disse...

Michele,
Agradeço-lhe a visita e convite.
Beijos

Marcos Satoru Kawanami disse...

minha alma é de Lampião

Gisa disse...

Olá Fred, um prazer enorme conhecer seu espaço, volto agora de férias com um pouco mais de tempo para conhecer seu blog. Amei !!

Michele disse...

Oi Fred,
Desculpe-me a maneira que me coloquei, e venho aqui te falar que gostei daqui, e adorei conhecer seu blog.
Abraço.

myra disse...

que POEMA!!!!! sim, assim com maiusculas!!! e a foto tambem!!!
beijos e aplausos,

Fred Matos disse...

A minha é de corisco, Marcos.
Agradeço-lhe por vir, ler e comentar.
Abração

Fred Matos disse...

Prazer é o meu pela sua visita, leitura, comentário e por passar a acompanhar o blog, Gisa.
Obrigado.
Beijos

Fred Matos disse...

Não é caso de se desculpar, Michele, mas agradeço-lhe a gentileza implícita no ato.
Beijos

Fred Matos disse...

Eu também gostei do poema, Myra, mas acho a foto muito melhor.
Obrigado, amiga.
Beijos

Valéria disse...

Fred como vai?! modinha sempre toca a gente de uma maneira especial.

BeijoOo

Fred Matos disse...

Toca sim, Valéria, principalmente quando tocada em uma velha viola, sob o céu estrelado do sertão.
Agradeço-lhe por vir, ler e comentar.
Beijos

Mirse Maria disse...

Linda modinha, Fred!

Nina merece, e nós seus leitores agradecemos.

Celebremos pois, a vitória!

Beijos

Mirse

Fred Matos disse...

Merece, sim, Mirse. Você merece também, e mais não adianto.
Obrigado, amiga.
Beijos

Adriana Godoy disse...

Fred, belíssimo poema e, realmente, é a cara da Nina. beijo.

Fred Matos disse...

Você não morre mais, Adriana. Minutos atrás eu pensava cá com os meus botões: onde está a Adriana? Preciso ir ao voz para ouvi-la , lê-la, para ser mais exato, se é que reapareceu, sumida que está desde o ano passado. Eis que você, mais rápida, antecipa-se e descubro, então, que desde ontem você estava de volta e com um poema belíssimo.
E como estou com uma aba aberta no meu blog e outra no seu, preguiçosamente usarei a mesma mensagem nos dois, e duplo é o meu agradecimento pelo seu comentário e são, também,

os beijos.

A Moni. disse...

Da simplicidade faz-se a poesia...

Adorei, Fred!

Fred Matos disse...

Obrigado, Moni.
Gosto que você goste.
Beijos

myra disse...

passei te dar um bom dia,

myra disse...

meu computer esta doidao, portanto eu tbem, beijossssssssss

Nydia Bonetti disse...

Simplesmente belo, Fred. Na alma do povo simples e nas paisagens mais rudes, mora a mais pura poesia. Amei. Beijo.

Fred Matos disse...

Quero ficar doidão também, Myra. (risos).
Obrigado, amiga: contente com a sua visita.
Beijos

Fred Matos disse...

Sua visita sempre me deixa contente, Nydia. Ainda mais quando me brinda com um comentário destes.
Obrigado.
Beijos

Margleice Pimenta disse...

Oi Fred, agradeço pela visita e vi taambém fazer uma visita ao teu blog. Parabéns pelo belo texto!

Beijos

Fred Matos disse...

Agradeço-lhe a visita, leitura e comentário, Margleice.
Seu blog é muito interessante e passo a acompanhá-lo.
Beijos

Hercília Fernandes disse...

Belo poema, Fred.
A me-Nina é digna de muitas honrarias, inspira beleza em forma de poesia.

Beijos aos dois,
H.F.

Fred Matos disse...

Obrigado, Hercília.
Sempre fico contente quando você me visita e comenta.
Beijos

anazézim disse...

lindo, como a alma dela.

Fred Matos disse...

Deixa-me contente que você goste, Anazézim.
Obrigado.
Beijos

pesquisar nas horas e horas e meias