sexta-feira, setembro 3

mergulho


para a amiga Suzy Malmal



ilustração: Michelangelo Caravaggio - Narciso.


o que eu venho tentando lhes dizer
digo-o a mim todos os dias
com a serenidade de um silêncio agudo
que vibra a tênue mas resistente fibra
que tece a invisível malha da vida

cada um humano é um lago de águas turvas
que o vento da circunstância fere a superfície
sua face mais visível e inconstante
onde bóiam as paixões ligeiras
e navegam os dramas que nos aflige

é preciso descer ao fundo
além de onde a luz permite
onde tudo é absoluta calma
ao lodo denso que retém a alma
substância rica de que se nutre

só após este mergulho se compreende
que a força provem da massa escura
formada pelo acúmulo das experiências
que submergem na nossa inconsciência
quando, à nos olharmos, olhamos para o mundo

restabelecido o perfeito equilíbrio
das partes todas de que somos feitos
nada mais há que nos transtorne
e o lago volta a ser o espelho
onde Narciso se admira e morre.


Fred Matos.

26 comentários:

dani carrara disse...

que belo
me desaguei

Fred Matos disse...

Que bom que você gostou, Dani.
Obrigado.
Ótimo fim de semana.
Beijos

Renata Diniz disse...

Gostei da postagem: imagem, linda e a poesia é de uma sensibilidade profunda. Parabéns!

Juci Barros disse...

Que coisa mais linda!
Bjs.

Naná disse...

Lindo isso.

Fred Matos disse...

Obrigado, Renata. Fiquei contente pela sua visita e comentário.
Ótimo fim de semana.
Beijos

Fred Matos disse...

Contente por sua visita e comentário, Juci.
Obrigado.
Ótimo fim de semana.
Beijos

Fred Matos disse...

Obrigado, Naná.
Espero vê-la aqui outras vezes.
Ótimo fim de semana.
Beijos

Lila disse...

Ahhhh meu amigo, sua poesia me pegou de jeito hj, td o que eu precisa ler.
Obrigada sempre, por suas palavras sábias e mágicas.

Bjs meus !

Fred Matos disse...

Se é o que você precisava ler, fico muito contente, Lila.
Grato por vir e comentar.
Ótimo fim de semana.
Beijos

Insana disse...

Belo.

bjs
Insana

Úrsula Avner disse...

Olá poeta,

como sou psicóloga e tento também poetizar, não poderia deixar de comentar esse poema profundo, belo, de cunho intimista, que nos coloca de frente para nós mesmos. Os versos da última estrofe são arrebatadores... Um abraço.

Fred Matos disse...

Obrigado, Insana.
Ótimo fim de semana
Beijos

Fred Matos disse...

O seu comentário me deixa muito contente, Úrsula. Não domino a linguagem da sua ciência, mas, observador do meu eu, creio na minha arenga, conquanto a dificuldade de adequá-la à linguagem da poesia.
Grato por vir e comentar.
Ótimo fim de semana.
Beijos

Tania regina Contreiras disse...

Um poema que dá as mãos à psicologia, que realça a importância dessa dimensão inconsciente e nos diz da necessidade do mergulho. Tudo dito de uma forma muito bonita, Fred. É um belo poema, parabéns.
Abraços,

Fred Matos disse...

Seus comentários sempre me alegram e estimulam, Tania. Obrigado.
Ótimo fim de semana.
Beijos

Daniela Delias disse...

Lindíssimo, Fred...é sempre bom demais te visitar! Um beijo!

Gerana Damulakis disse...

Belo mergulho. Gostei muito, amigo querido. Um bjo.

Luisa disse...

Muito bom :-)
adorei esse poema..
-
filosófico
verdadeiro..

Fred Matos disse...

Obrigado, Daniela: é sempre bom receber a sua visita e comentário.
Beijos

Fred Matos disse...

Obrigado, Gerana.
Você leu a entrevista de Ari com JU Ribeiro? Viu a referencia ao seu tio?
Beijos

Fred Matos disse...

Obrigado, Luisa.
Bom vê-la aqui.
Beijos

Rene disse...

Hoje eu precisava de uma poesia que acalentasse todo o meu tempo. No seu blog pude ouvir o ruído de versos profundos. Sucumbi. Obrigada.

Maguta Bertolli (Michelle Rodrigues) disse...

Sábio!Adorei!

Fred Matos disse...

Eu que agradeço pela visita e comentário, Rene.
Abraços

Fred Matos disse...

Obrigado, Michelle.
Beijos

pesquisar nas horas e horas e meias