quarta-feira, setembro 15

reflexão



Foto: Fred Matos

a lua não é, reflita,
a água que a reflete

nem a limita




Fred Matos

27 comentários:

Graça Pires disse...

Nada limita a lua. Por isso ela é dos poetas.
Um beijo.

Lídia Borges disse...

Boa reflexão!

A água é só o espelho da lua quando esta se prepara para passear ao luar.

Um beijo

myra disse...

poucas palavras mas que belas! e è assim mesmo,
sabe é mto dificil abrir , entar em teu blog, nao entendo pqe, abraços tistes
eu nao estou muito bem mas tratando de sair da tristeza, Wesley Duke Lee um dos maiores artistas brasileiros e amigo meu desde que eu tinha 24 anos, morreu...pode ver no meu blog e no do Eduardo P.L
saudades

Mirze Souza disse...

Belo demais, Fred!

Não há limites para esta reflexão.
Um poema miragem!

Beijos, POETA!

Mirze

Lara Amaral disse...

Que bonito!
=)

Beijo.

Deia disse...

A lua é livre, solta, por isso que vai e vem conforme bem lhe convém - até some, uma vez por mês! Lindo Fred, muito tempo sem visitá-lo! Espero que esteja bem! Um abraço, Deia

Felipe Marques disse...

Lunáticos versos!

Instigantes, grafia e foto.

:D

Abraço

Fred Matos disse...

Nem a imaginação, Graça.
Grato por vir e comentar.
Beijos

Fred Matos disse...

No entanto, Lidia, a água mata a sede...
Obrigado, amiga.
Beijos

Fred Matos disse...

"poucas palavras"

O tempo tem sido pouco, Myra, e depois de muito tempo sem escrever poucas palavras já me alegram.

Pois é, de um tempo pra cá parece que só estamos contabilizando perdas.

Espero que você fique bem.

Obrigado por vir e comentar.

Beijos

Fred Matos disse...

"Não há limites para esta reflexão."

Imagino que não, Mirze.

Agradeço-lhe pela visita e comentário.

Beijos

Fred Matos disse...

Que bom que você gostou, Lara.
Obrigado.
Beijos

Fred Matos disse...

"muito tempo sem visitá-lo! Espero que esteja bem!"

Estou bem, Deia. Eu não teria reclamações, não fosse o excesso de trabalho e de barulho, além da falta de tempo para vir aqui mais vezes e visitar os bolgs amigos.

Bom te rever aqui.

Grato por vir e comentar.

Beijos

Fred Matos disse...

"Lunáticos versos!"

Não tanto quanto o poeta, Felipe.

Grato por vir e comentar.

Grande abraço

Insana disse...

lindo e doce.

bjs
Insana

Fred Matos disse...

Obrigado, Insana.
Beijos

ma grande folle de soeur disse...

O olho do poeta :)

Bípede Falante disse...

Muito bom e bonito e provocante!
E vou ficar com essa questão na cabeça por muito tempo mesmo sabendo que não encontrarei a resposta.

Gerana Damulakis disse...

Bela reflexão! bjo.

Fred Matos disse...

"O olho do poeta"

O olhar da amiga.

Obrigado, Lucília.

Beijos

Fred Matos disse...

"sabendo que não encontrarei a resposta."

Ah! Você sabe, Bípede.

Obrigado.

Beijos

Fred Matos disse...

Que bom vê-la aqui, Gerana.
Obrigado, amiga.
Beijos

dade amorim disse...

Lua e água compõem bonitezas sem limites :)

Beijo.

Fred Matos disse...

"Lua e água compõem bonitezas sem limites :)"

E quando se combinam, mais ainda.

Grato, Dade, pela visita e comentário.

Beijos

Rosane Marega disse...

Oie Fred, eu...sou apaixonada pela Lua!
Beijosss

Vittoria disse...

Muito bom fazer uma reflexão,,,parar.

Fred Matos disse...

Rosane e Vittoria,

Peço-lhes que me desculpem pela demora para responder, é que, em viagem, somente hoje pude acessar o blog.

Agradeço-lhes pela visita e comentários.

Beijos

pesquisar nas horas e horas e meias