quinta-feira, junho 24

memórias



para Fausto Valle,
vivo ou morto



tantas batalhas
velhas histórias
os amigos que partiram
ainda tão vivos na memória

memórias
memórias
memórias
memórias

e o mistério de um sol sempre poente
absolutamente insano como o oceano
desconcertantemente lógico como as

memórias
memórias
memórias
memórias

eu creio que por pouco não sei quanto
talvez em Ítaca se encontre a proporção
conquanto eu prefira a inexatidão exata das

memórias
memórias
memórias
memórias

dissolverei em barro a angústia hereditária
que aprendi a moldar noutra metáfora
a máquina de criar quando se apagam

memórias
memórias
memórias
memórias


Fred Matos

26 comentários:

OutrosEncantos disse...

Há memórias que nunca se apagam, principalmente se foi a morte que chegou para tentar decepá-las!
Fabuloso poema, poeta querido!

Beijo.

Insana disse...

Sao tantas as lembranças etrnamente vivas... que nos faz ainda ter força para viver.

bjs
Insana

Mari Amorim disse...

Sábias e belas palavras,Fred,
É sempre bom vir aqui.
Boas energias,
Mari
Ps:Você poderia me enviar seu e-mail?
mafaldarebelde_7@hotmail.com

Eu Meus Reflexos e Afins disse...

Fred!!
Um brinde a ME MÓ RIA!
Porque é dela que nos valemos enquanto podemos.
Delícia de versos.
Creio que não conhece meu canto de poesia e ... bem passa la no blog vermelho...
depois me diz?
ah sim, qual o nome dessa ave que tem no seu espaço?
Bjins entre sonhos e delírios

Sonhadora disse...

As memórias, são as ultimas esperanças de sabermos que vivemos.
Um belo poema, Poeta.

Beijinhos
Sonhadora

marinaCavalcante disse...

Você arrebentou!
Somos ainda melhores quando
amamos sobre o que escrevemos.

Deia disse...

Oi Fred! As memórias! Sinto por vezes que jogam em duas frentes: por vezes amigas, trazendo à tona momentos bons, felizes, boa gente. Em outras, amargas, cruéis, lembrando-nos de fatos que gostaríamos, e muito, de esquecer. Lindo poema, Fred! Um beijo, bom jogo hoje! Deia

Rafaela disse...

memória é o passado que insiste em existir.

Sylvio de Alencar. disse...

Tenhamos pois nossos corações abertos a sentimentos, assim, nossas memórias serão mais ricas.

Li o poema do seu amigo e poeta, muito bonito e verdadeiro; vê-se que ele via (sentia), a vida de uma maneira sábia.
De minha parte, acredito que ele tenha partido com a alma leve dos que vivem com mais profundidade.

Abrçs.

ParadoXos disse...

às vezes preferia perder a chave de algumas memórias


:-)

Fred Matos disse...

Agradeço-lhe, OutrosEncantos.
pela visita e comentário.
Beijos

Fred Matos disse...

Sim, Insana: as boas lembranças são alento, as más lembranças, contudo...
Grato pela visita e comentário
Beijos

Fred Matos disse...

Obrigado, Mari.
Enviei o e-mail para este seu indicado.
Beijos

Fred Matos disse...

Já fui ao seu blog, amiga, e estou acompanhando. Grato pela visita e comentário.
Beijos

Fred Matos disse...

Obrigado, Sonhadora.
Beijos

Fred Matos disse...

"Somos ainda melhores quando
amamos sobre o que escrevemos."


Você tem razão: o amor sempre nos faz melhores, Marina.

Deixa-me contente a sua visita e comentário.

Beijos

Fred Matos disse...

Você tem razão Deia.
Obrigado, amiga.
Beijos

Fred Matos disse...

Gostei da definição, Rafaela.
Grato por vir e comentar.
Beijos

Fred Matos disse...

"Li o poema do seu amigo e poeta, muito bonito e verdadeiro; vê-se que ele via (sentia), a vida de uma maneira sábia."

Exatamente. O Fausto era um "cabeça feita" e talvez isso nos tenha aproximado, apesar de grande diferença de idade.

Agradeço-lhe pelo comentário, Sylvio.

Grande abraço

Fred Matos disse...

Eu também. Paradoxos . Eu também.
Grato por vir e comentar.
Grande abraço

sopro, vento, ventania disse...

É Fred, bravíssimo! Lindo demais.

E não há nada que apague esse seu texto e o que ele deixou, aqui dentro.

Falando de Saberes disse...

OLÁ! GOSTEI MUITO DO SEU ESPAÇO, DO SEU TRABALHO, TEM UM CONTEÚDO MUITO RICO. VOLTAREI MAIS VEZES..JÁ ESTOU TE SEGUINDO. VISITE-ME TB
WWW.FALANDODESABERES.BLOGSPOT.COM
JOSÉLAI CORINGA
RIO GRANDE DO NORTE

Fred Matos disse...

Obrigado, Cynthia. Deixa-me contente que você goste.
Beijos

Fred Matos disse...

Visitarei, Josélai.
Grato pelo comentário e por seguir o nas horas e horas e meias
Beijos

Fernandina de Jagua II disse...

Gusté de seu blog, meu amigo. Meu nome es Denis, e so cubano, mais gusto muito de la cultura brasileira. Eu tenho a Brasil tudos os dias en mia cama. Meu mulher e de Sao Paulo. Parabeins y disculpe mia otrografía. Eu fhalo un poquinho, mais la mia escritura e terrible. Fazo enlace de seu blog al meu. Boa sorti y continue fazendo literatura

Fred Matos disse...

Não precisa se desculpar, Denis. Agradeço-lhe pelo esforço de comunicação, pelo comentário e por acompanhar o blog. Já estou também acompanhando o seu.
Grande abraço

pesquisar nas horas e horas e meias